in

Síndrome da cabana e a Covid-19: como lidar com a situação causada pelo fim do distanciamento social

Entenda o que é esse acometimento que não é considerado uma doença, mas precisa de atenção.

Noticiasaominuto

A pandemia do novo coronavírus mudou completamente a vida da sociedade no mundo inteiro. A população acompanhou mudanças na rotina que jamais haviam sido imaginadas. Uma das medidas tomadas para tentar amenizar a disseminação desenfreada do vírus foi o distanciamento social.

Publicidade

Sem nenhum remédio específico ou mesmo uma vacina, os governantes criaram planos para poder retomar a rotina à medida que o contágio da doença vai reduzindo. O retorno à rotina que existia antes da pandemia da Covid-19, a flexibilização das medidas de proteção e o fim do distanciamento ou isolamento social pode provocar em algumas pessoas um fenômeno que está sendo chamado pelos psicólogos de síndrome da cabana.

Apesar do nome, a síndrome da cabana não é considerada um transtorno mental e nem uma doença, mas sim um acometimento causado por um estresse adaptativo entre pessoas que possam apresentar dificuldades emocionais. Com a saída do estado de retiro em sua casa e a retomada às atividades presencias no trabalho, às compras e até mesmo ter que comparecer em locais públicos que tem uma circulação maior de pessoas pode gerar angústia em muitos indivíduos.

Publicidade

A especialista no assunto, a psicóloga Célia Fernandes, falou sobre a questão: “Eu tenho pacientes que ainda estão muito angustiados por não ter vacina contra a Covid e a vida estar voltando à rotina de trabalho”, explicou. A expressão síndrome da cabana foi originada no começo do século XX e serviu para relatar experiências de pessoas que tiveram que ficar isoladas por grandes períodos como as nevascas que aconteciam no Hemisfério norte.

Publicidade

A especialista também explicou que todo tipo de isolamento pode acabar desencadeando a síndrome, especialmente se o período for longo e estiver associado ao medo. Não é somente o fato de estar dentro de casa por muito tempo, a sensação de que do lado de fora algo desconhecido pode provocar sérios danos.

Publicidade

O ato de sair de casa não é mais algo natural como antigamente. Hoje em dia as pessoas precisam se preocupar com vários fatores e usar máscara, distanciamento e ainda lidar com o medo do contágio. Caso você sinta muita dificuldade de sair de casa não tenha medo de procurar uma ajuda profissional.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.