in

Idosa se revolta com baile na porta de casa e é derrubada da laje em SP

Senhora de 78 anos caiu de laje, após mangueira que ela usava para dispersar jovens durante baile funk ser puxada.

Reprodução R7

A idosa Valdete Pereira Cavalcante se revoltou com o baile funk que rolava na frente de sua casa, na rua Baltazar Alves, no Jardim Boa Vista, zona oeste da cidade de São Paulo. O baile havia começado na noite de domingo e deu entrada na madrugada da última segunda-feira (12).

Publicidade

Pouco depois de 0h30, a idosa ligou uma mangueira para jogar água nas pessoas que estavam no baile. Sem perceber, a mulher deixou parte do objeto para fora da laje. Alguém que passava pela rua, – que estava lotada no momento, puxou a mangueira..

A idosa de 78 anos tentou segurar o objeto que usava para dispersar os jovens que faziam algazarra no baile funk. A imagem do tombo foi exibida ao vivo em telejornais da Record TV. Valdete despenca do segundo andar da casa. Na queda, a mulher sofreu ferimentos na bacia e no rosto, além de sangramento no nariz.
As imagens são fortes.

Publicidade

De acordo com informações do R7, Valdete foi socorrido e encaminhada ao Hospital Bandeirantes. Ainda na segunda-feira, ela recebeu alta. Em casa, passou novamente e foi levada ao Hospital das Clínicas. A idosa permanece internada. Não foi registrado boletim de ocorrência referente ao caso. De acordo com a Polícia Militar, às 20h30 foi feito um chamado de perturbação de sossego.

Publicidade

Às 0h32, outro chamado foi aberto por causa da queda da idosa. No Balanço Geral, da Record TV, as imagens foram exibidas e o apresentador Reinaldo Gottino questionou quem teria sido a pessoa que puxou a mangueira que causou a queda de Valdete, colocando a vida da idosa em risco.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!