in

Lipo Enzimática: o processo sem cortes que elimina as gordurinhas localizadas de forma indolor

Os resultados podem ser obtidos já na primeira sessão, dependendo de cada caso.

Massoterapias Ocidentais

A gordura localizada é um pesadelo para muitas mulheres, ela é caracterizada por um acúmulo do tecido adiposo em algumas regiões do corpo e pode ser causada por excesso de peso e de forma hormonal.

Publicidade

Esse tipo de acúmulo de gordura é mais difícil de se perder pois possui um metabolismo lento, ou seja, demora à responder as ações do corpo como, atividades e dietas que eliminam normalmente a gordura visceral.

Há alguns anos, as mulheres recorriam às lipoaspirações para se livrar deste problema e adquirir o corpo dos sonhos, mas esse procedimento de corte e aspiração ficou no passado, dando lugar à Lipo Enzimática, tratamento minimamente invasivo, sem cortes e indolor.

Publicidade

“A lipo enzimatica é feita através de ativos lipolíticos, que são injetados na região do tecido adiposo ou seja (gordura localizada), esses ativos ajudam na queima da gordura fazendo com que as medidas sejam eliminadas mais rápidas. Lembrando que a prática de exercícios físicos potencializam os resultados”, explica Dra Thais Sydulovicz – Proprietária da Clinica TOPFIT Estética Avançada.

Publicidade

Os locais mais pedidos são:

Publicidade
  • Culotes (região do quadril);
  • Flancos (região das costas);
  • Abdômen;
  • Abaixo dos glúteos (região entre o bumbum e a área posterior da coxa). 

 
Os resultados podem ser obtidos já na primeira sessão, dependendo de cada caso. Geralmente, é dado um intervalo de uma semana entre uma sessão e outra.

Após a sessão o paciente pode apresentar inchaço, dor e vermelhidão no local tratado, mas estes fatores são passageiros. “Recomenda-se associar muita ingestão de água, uma boa alimentação e drenagem linfática no local de aplicação, acelerando dessa forma a eliminação dos líquidos e trazendo resultados mais rápidos e satisfatórios”, conta a Dra Maikiara, Fisioterapeuta Dermatofuncional.

O procedimento é contraindicado para pessoas que possuem doenças de pele, as gestantes ou lactantes, aos alérgicos à alguma substância usada, portadores de doenças autoimunes, ou que estejam com herpes ativa.

Sempre importante ressaltar que todo procedimento estético necessita de um acompanhamento profissional. “A avaliação prévia é de suma importância já que cada corpo possui individualidades. Assim, apenas um especialista conseguirá traçar o melhor plano de tratamento”, finalizam.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Anna Müller

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.