in

Influenciadora é baleada e morre após gravar vídeo de falso sequestro para o TikTok; amigos fugiram do local

O caso ocorreu em Chihuahua, no México, e ganhou repercussão nas redes sociais.

UOL/Montagem Ingrid Machado

Uma tragédia ocorreu na última sexta-feira (2), na cidade de Chihuahua, no México. A influenciadora Areline Martínez, de 21 anos, foi baleada e morta por dois amigos após gravar um vídeo de falso sequestro para o TikTok. De acordo com o site UOL, a polícia suspeita que os disparos tenham sido feitos de forma acidental.

Publicidade

A influencer e mais dez amigos produziam o vídeo que seria publicado no famoso aplicativo. Em imagens divulgadas antes das gravações, Areline aparece com as mãos e pés amarrados e com os olhos cobertos por uma venda. A tragédia aconteceu em uma fazenda próxima à cidade de Chihuahua.

Nas imagens que vieram à tona nas redes sociais, é possível ver outro rapaz que também estaria encenado ser um refém. O jovem aparece de joelhos e tem uma arma apontada em sua direção. De acordo com a investigação, a influencer foi baleada e morta minutos depois, deixando uma filha de apenas um ano de idade.

Publicidade

O procurador-geral do estado de Chihuahua, César Augusto Peniche Espejel, deu detalhes sobre o ponto de vista da polícia acera do caso. “Uma das hipóteses [levantadas] é que eles [os amigos da influencer] estavam mexendo em uma arma pensando que não estava carregada e atiraram na mulher”, contou Espejel.

Publicidade

Ainda segundo o site UOL, a jovem teria sido baleada por dois amigos. Todas as pessoas que participavam da gravação fugiram do local abandonando o corpo de Areline, que ainda estava com mãos e pés amarrados quando foi encontrado. O procurador Espejel afirmou, ainda, que as investigações apontariam os responsáveis pelos disparos e como a arma teria chegado em suas mãos.

Publicidade

Publicidade