in

Mãe desabafa após recuperar filho levado por mulheres: ‘tinham arrancado um pedacinho do meu coração’

Garoto ficou 24 horas longe da mãe após ser levado por duas mulheres no Distrito Federal.

TV Globo

Depois de um grande susto, a ambulante Erika Lorrayne enfim pôde abraçar seu filho novamente. Na última segunda-feira (5), ela deixou o filho de três anos com a avó para ir trabalhar. A idosa, que segundo a família, “sofre de problemas psicológicos”, acabou entregando a criança para duas mulheres que encontrou na rua, que diziam, “querer adotar uma criança”.

Publicidade

O garoto de três anos foi “levado para passear” com as duas estranhas, e junto com ele, a avó ainda entregou a certidão de nascimento. Depois de 24 horas do sumiço, a criança foi encontrada pela Polícia Militar. 


“Passou tanta coisa na minha cabeça, pensei que nunca mais iria ver meu filho. Parecia que tinham arrancado um pedacinho do meu coração”

, disse Erika após o reencontro com a criança. O caso foi registrado na Polícia Civil como subtração de incapaz, onde a pena prevista é de seis anos. 

Publicidade

Susto

De acordo com Erika, o fato aconteceu por volta das 18h (de Brasília) da última segunda. Na parte da noite, os familiares divulgaram fotos da criança nas redes sociais, tentando desvendar o paradeiro dela. O padrasto do garoto afirmou que uma das mulheres que teria levado o menino ligou para a família.

Publicidade

Neste ínterim, a Polícia Militar foi acionada para ajudar nas negociações. As suspeitas aceitaram devolvê-lo. O garoto foi abandonado em posto da PM, em Taguatinga, e as mulheres foram presas em flagrante. 

Publicidade

Na delegacia, as suspeitas contaram uma versão diferente, e disseram que queriam ajudar a criança. O caso será investigado a fundo pelas autoridades. 

Publicidade