in

Homem que matou esposa e as duas filhas, e jogou corpos das crianças em tanque de petróleo vira documentário na Netflix

O chocante caso se transformou em um documentário produzido pela Netflix.

Netflix/Divulgação

Um crime ocorrido nos Estados Unidos ganhou repercussão nas últimas semanas após um documentário sobre o caso ser lançado na Netflix. Com o título American Murder: The Family Next Door (Cenas de um Homicídio: Uma família vizinha, em adaptação para o português), a produção narra a história da família Watts.

Publicidade

Christopher Watts, patriarca da família, assassinou a esposa e as duas filhas em um dos crimes mais brutais já vistos nos Estados Unidos. De acordo com o site UOL, Christopher Watts e Shanann Cathryn Watts era um jovem casal que parecia formar uma família feliz ao lado das duas filhas Bella Marie de 5 anos, e Celeste Cathryn, de 3.

A família morava em uma bela casa no estado de Colorado, Estados Unidos. Com o passar do tempo, a relação entre o casal passou a enfrentar problemas, já que Shanann não se dava bem com a família do marido.
A esposa de Christopher acreditava que o marido pudesse estar mantendo um relacionamento extraconjugal, já que a relação dos dois já não era a mesma. Shannan acabou engravidando novamente do marido, desta vez, de um menino. A nova gravidez prometia acalmar os ânimos entre o casal, porém, algo inesperado aconteceu. 

Publicidade

Ao voltar de uma viagem de trabalho, Shannan passou a não responder ligações e mensagens de amigos e familiares. No dia 13 de agosto de 2018, foi o último dia que Shannan foi vista com vida ao ser flagrada por imagens de câmeras de segurança da casa. A polícia entrou no caso e passou a investigar o desaparecimento da mulher e das duas filhas. Christopher colaborou com a polícia durante todo o tempo, porém, foi apontado como um dos principais suspeitos do desaparecimento da família.

Publicidade

Ao aceitar ser submetido a um teste do polígrafo, Christopher mentiu por diversas vezes. Pressionado pela polícia, acabou confessando o assassinato da esposa e das filhas. O homem revelou que ele e a esposa haviam tido uma discussão sobre o divórcio, e que, em um momento de fúria, teria estrangulado a mulher. Posteriormente, Christopher confessou que levou as filhas para um local afastado, onde as asfixiou e jogou seus corpos em um tanque de petróleo.

Publicidade

A polícia concluiu que, de fato, Christopher possuía uma amante. O homem foi condenado a 5 prisões perpétuas e se encontra na prisão de segurança máxima Dodge Correctional Institutionm. A real motivação do crime jamais foi esclarecida.

Publicidade
Publicidade
Publicidade