in

Corpo de brasileira que morreu tragicamente na Argentina chega ao Brasil um mês depois; família desabafa

Jovem estudante caiu no poço de elevador a uma altura de 13 andares no mês passado.

UOL

Depois de um mês de angústia, os familiares da estudante brasileira Ana Karolina Lara Ferreira, de 22 anos, enfim conseguiram um voo para trazer o corpo dela para ser sepultado no Brasil. A jovem morreu no dia 4 de setembro, quando caiu no poço do elevador de um prédio em Buenos Aires.

Publicidade

De acordo com informações da mãe da estudante, a empresária Silvana Lara Ferreira, o avião que trouxe o corpo da estudante saiu da capital argentina às 10h (de Brasília) e pousou em Campinas, interior paulista no início da tarde.

O corpo da estudante agora será levado de carro para a cidade de Chapadão do Céu, situada no sudoeste de Goiás. A viagem por via térrea deve demorar cerca de 10 horas. 

Publicidade

“O corpo dela já chegou ao Brasil e daqui a pouco vai começar a segunda parte do transporte, que será por terra. Acreditamos que amanhã de manhã já estará tudo pronto para o velório da Karol”, disse a mãe de Ana Carolina ao UOL.

Publicidade

Burocrático

O corpo da jovem estudante já havia sido liberado no IML (Instuto Médico Legal) desde o dia 23 de setembro. No entanto, a família ainda aguardava uma funerária argentina realizar os trâmites para o translado do corpo. O cenário de pandemia, acabou atrasando um pouco o procedimento. 

Publicidade

Nas redes sociais, Silvana aproveitou para agradecer todo o apoio recebido desde a morte da filha. 

“Gostaria de avisar a todos que finalmente conseguimos o voo para trazer minha filha Karol, estávamos apreensivos porque estava bem difícil, mas graças a Deus agora está confirmado”, afirmou a empresária. 

O acidente

Ana Karolina caiu de uma altura de 13 andares no poço do elevador de um prédio onde morava com um amigo, com quem ela se relacionava há dois anos. Ao ir embora, a jovem possivelmente não viu que o elevador não estava parado no andar e caiu de forma trágica no poço, não resistindo aos ferimentos. 

Publicidade