in

Auxílio Emergencial: conheça quantas parcelas você terá direito de receber

Não foi só o valor que mudou para as novas parcelas do Auxílio Emergencial, algumas regras também.

Governo Federal

O Auxílio Emergencial pago pelo Governo Federal e destinado ao socorro de famílias que perderam suas rendas devido à pandemia de coronavírus está em sua nova fase. Com as parcelas reduzidas de R$ 600 para R$ 300, houve um acordo de prorrogação, mas algumas regras de quem têm direito também mudaram e praticamente 13 milhões de brasileiros não receberão a totalidade do benefício.

Publicidade

Ao todo serão creditadas mais 4 parcelas de R$ 300, para receber o benefício até o fim se faz necessário que o brasileiro continue enquadrado dentro das regras de recebimento até o fim do prazo de pagamento. Ou seja, durante os meses decorrentes, o beneficiário não pode ‘sair’ do enquadramento sob pena de suspensão do Auxílio Emergencial e o não recebimento das prestações seguintes.

Beneficiários do Bolsa-família

Todos os cidadãos que já recebem o Bolsa-família estão automaticamente aptos a receber a nova etapa do Auxílio Emergencial em sua totalidade.

Publicidade

Regras para quem está fora do Bolsa-família são mais rigorosas

Uma forma reduzida de saber se você, neste momento, tem direito a todas as parcelas do Auxílio Emergencial é a seguinte: Apenas quem recebeu a 5ª parcela no período, entre 28 de agosto e 30 de setembro, conseguirá receber todas as quatro parcelas de R$ 300, desde que continue atendendo as novas regras do benefício até o fim. Atenção: essas datas se referem ao depósito em poupança social digital da Caixa, e não à liberação do saque em dinheiro.

Publicidade

Quem recebeu fora deste período não receberá todas as parcelas da nova etapa de R$ 300 do Auxílio Emergencial.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Evandro

O mundo do entretenimento é a minha vida.