in

Bolsonaro comete gafe ao falar do Auxílio Emergencial em discurso na ONU e gera revolta: ‘Mentiroso’

Chefe do Executivo falou na Assembleia Geral da ONU e declaração sobre Auxílio Emergencial levantou polêmica.

Agência Brasil - Montagem: Cido Vieira

Presente na Assembleia Geral da ONU nesta terça-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursou sobre vários assuntos. Entre os temas abordados, o chefe do Executivo falou sobre as medidas econômicas que seu governo criou para “evitar um mal maior“, por conta da pandemia do coronavírus.

Publicidade

O presidente, no entanto, cometeu um erro ao afirmar que sua equipe concedeu o Auxílio Emergencial de aproximadamente US$ 1000.


“Nosso governo, de forma arrojada, implementou várias medidas econômicas que evitaram o mal maior: concedeu Auxílio Emergencial em parcelas que somam aproximadamente 1000 dólares para 65 milhões de pessoas, o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo”
, disse Bolsonaro.

Publicidade

Na cotação atual da moeda, o valor de R$ 600 pago no Auxílio Emergencial nos primeiros cinco meses do benefício equivale a cerca US$ 110. Se comparados às parcelas que compõem a nova etapa do benefício, o valor equivale a US$ 55.

Publicidade

Ou seja, somando todas as parcelas, nos melhores dos cenários, o valor não chegaria aos US$ 1000, e sim a casa dos US$ 769. E vale lembrar que nem todos os beneficiários receberão as nove parcelas do benefício, conforme ficou determinado na Medida Provisória.

Publicidade

Repercussão

A declaração do presidente, acerca do Auxílio Emergencial e de outros temas, não repercutiu bem nas redes sociais. Muitos internautas criticaram o chefe do Executivo por se vangloriar e citar um valor inexistente do benefício.

Meu Deus: Bolsonaro mentiu descaradamente em discurso na ONU. Disse que o Auxílio Emergencial pago pelo governo foi de US$ 1.000 por mês. Na verdade, foram US$ 100. Não é possível que não saiba fazer conta. Isso é má-fé!“, disparou um internauta.

Indefinição

Até o momento, somente os beneficiários que integram o programa Bolsa Família já tiveram o cronograma das parcelas adicionais divulgado, o pagamento, inclusive, foi iniciado na última semana, e vai até o dia 30 de setembro. Para os demais grupos, o cenário segue sendo uma incógnita. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade