in

Polêmica no governo: a diferença entre alimentos in natura, processados e ultraprocessados

O governo mandou o Ministério da Saúde não recomendar mais que as pessoas consumam com moderação alguns alimentos.

Erick Mem

Após uma crítica do governo ao Guia Alimentar para a População Brasileira feito pelo Ministério da Saúde, e que há anos é referência em alimentação, inclusive de outros países, muita gente ficou curiosa para entender o que são os alimentos processados e ultraprocessados que gerou tanta indignação no governo Bolsonaro.

Publicidade

No guia, dentre outras coisas, é recomendado que as pessoas consumam o mínimo possível de alimentos ultraprocessados. A indicação é válida, já que esses alimentos possuem em excesso tudo aquilo que prejudica a saúde de quem está saudável, além de piorar algumas condições de doentes crônicos.

Para acabar com essa polêmica, vamos entender agora a diferença entre alimentos in natura, processados e ultraprocessados.

Publicidade

Alimentos in natura

Alimentos in natura são os naturais: frutas, legumes, verduras e hortaliças. Todos os alimentos que não possuem nenhuma adição de açúcar ou qualquer outro ingrediente em sua composição, são alimentos in natura. A melhor forma de defini-los, de maneira simples, seria dizer que os alimentos in natura são todos os que saem da natureza, direto para a dieta do indivíduo.

Publicidade

Alimentos processados

Os alimentos processados são aqueles que contam com a adição de açúcar, água, óleo ou sal em sua composição. Exemplos disso são as sardinhas em lata, frutas em calda, como pêssego, abacaxi e figos. Além de dois ou três ingredientes na composição, geralmente também há a adição de conservantes, que nem sempre são contabilizados nesse cálculo de ingredientes.

Publicidade

Os alimentos processados podem ser saudáveis desde que consumidos com moderação e evitados por alguns grupos de pessoas. Por exemplo: diabéticos devem evitar frutas em conserva, pois contam com o acréscimo de açúcar; bem como hipertensos devem evitar conservas salgadas, como atum em água e óleo. Para esses alimentos costuma-se ter a opção e conserva in natura, enlatada só em água e conservantes.

Alimentos ultraprocessados

Esses alimentos são os mais calóricos e com maior concentração de sal, açúcar e muitos deles também possuem glúten, gorduras trans e gorduras saturadas. Os ultraprocessados geralmente são mais gostosos, como as bolachas com recheio, macarrão instantâneo, salgadinhos de milho, entre outros.

Apesar de serem muito mais nocivos à saúde, são os alimentos industrializados mais vendidos, principalmente entre os mais jovens. Esses alimentos, se possível, devem ser sempre evitados, independentemente de a pessoa ter ou não um problema de saúde. Além disso, para quem deseja perder peso ou ganhar massa muscular, muitos desses alimentos são grandes vilões que impedem de se atingir o objetivo.

O Ministério da Agricultura pediu para que o Ministério da Saúde reveja o guia e faça as devidas alterações, pois as recomendações de consumo estariam tirando a liberdade de escolha de consumo das pessoas. A decisão foi duramente criticada por nutricionistas e médicos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades