in

Com visitas suspensas, presos choram e matam a saudade da família por chamada de vídeo

A medida de visita virtual é para conter o avanço da Covid-19; autoridades acreditam que essa é a melhor opção.

Tereré News

A pandemia do coronavírus começou a fazer as suas primeiras vítimas em março de 2020. Desde então, as autoridades recomendaram que a melhor opção para evitar a propagação do vírus é a população ficando em casa.

Publicidade

Essa medida de distanciamento foi uma das práticas adotadas em todo o mundo para conter a disseminação da Covid-19, que já matou quase 1 milhão de pessoas ao redor do planeta. Só no Brasil, quase 135 mil pessoas morreram por conta da doença, enquanto o total de casos chega a quase 4,5 milhões.

A esperança da humanidade é que haja uma vacina o mais rápido possível para que tudo volte ao normal.

Publicidade

Como forma de proteger os presos e evitar que a doença chegasse aos presídios, a Sejusp – Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais – proibiu visitas presenciais e os presos estão matando a saudade da família através das chamadas visitas virtuais. 

Publicidade

Batizado de “A Esperança Vem de Casa”, o projeto já está funcionando em 181 unidades prisionais, cerca de 90% dos estabelecimentos administrados pela entidade. Ao todo, mais de 40 mil visitas virtuais já foram realizadas.

Publicidade

Mas existe regra para participar dessa modalidade de visita. Somente os familiares cadastrados para visitação presencial é que estão permitidos de participar. 

Para aqueles que deram entrada no sistema prisional durante o período de suspensão temporária das visitas presenciais, está sendo feito um cadastro provisório, a fim de que familiares destes novos custodiados também possam participar do projeto. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Anna Müller

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.