in

Covid-19: novo sintoma deixa cientistas preocupados

Um enfermeiro testou positivo, após ter sentido somente um sintoma e que ainda não havia sido relacionado com a Covid-19.

Covid-19 - Shutterstock

Um enfermeiro testou positivo para Covid-19, depois de ele ter sentido somente um sintoma e que ainda não havia sido associado ao vírus. É um sintoma que pode ser raro, mas que começa agora a ser estudado pelos cientistas. Depois desse caso do enfermeiro, em Brisbane, a França também revelou ter tido alguns doentes acusando essa mesma dor abdominal, como sintoma para Covid-19.

Publicidade

Novo sintoma da Covid-19 é detetado 

No caso do enfermeiro, ele não teve qualquer outro sintoma mais comum no coronavírus, como febre, dor de cabeça ou tosse seca. Ele começou sentindo dor abdominal muito forte e, como ele tinha estado trabalhando como pessoas infetadas, em um hospital de Ipswich, perto de Brisbane, ele decidiu fazer o teste, que deu positivo para Covid-19.  

Com esse novo apontamento, os cientistas estão estudando a possibilidade de incluírem um novo sintoma na lista já existente. Afinal, essas informações são muito importantes, até porque se o enfermeiro não tivesse feito o teste, ele iria continuar sofrendo com dores e poderia estar infetando mais pessoas.  

Publicidade

Cientistas estão estudando novos sintomas de Covid-19 

Especialmente para evitar novos infetados que é tão importante que as pessoas conheçam os sintomas e possam fazer o teste, descobrindo a doença o mais rápido possível. “Ele [o enfermeiro] notou que estava sofrendo de dores abdominais, algo que normalmente não é considerado um sintoma de Covid-19, mas foi sem dúvida incrivelmente sábio e ainda assim identificou que poderia sim se tratar de um sintoma da doença viral”, revelou Steven Miles, vice-primeiro-ministro e Ministro da Saúde australiano.  

Publicidade

De acordo com investigadores da Royal College of Physicians, alguns doentes franceses já haviam revelado essa dor abdominal, mas geralmente associada com náuseas e diarreias, dois sintomas que estavam já incluídos entre os principais indicadores da doença viral. Agora, com essa revelação do enfermeiro, na Austrália, os cientistas estão analisando mais casos que possam ter tido esse sintoma isolado, como primeira manifestação da Covid-19.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade