in

Profissionais de hospital no PI são acusados de dopar pacientes para dormir em plantões; caso vazou nas redes

Caso se tornou público após comunicado do hospital vazar nas redes sociais.

Antônio Rocha/TV Clube

Uma denúncia feita por pacientes do Hospital Regional Justino Luz, chocou a cidade de Picos, cidade que fica a 315 km de Teresina, no Piauí. Os profissionais da unidade são acusados de estar dopando pacientes para ter um tempo maior de descanso durante o período de plantões.

Publicidade

A denúncia veio à público após o próprio hospital emitir um comunicado interno, assinado no último dia 31 de agosto, que acabou vazando nas redes sociais. Responsáveis por coordenador o setor onde ocorreram as denúncias foram afastados, bem como funcionários da área que escreveram o comunicado.

“Houveram (sic) denúncias dos próprios pacientes conscientes e orientados e de outros profissionais que os pacientes estão sendo dopados durante a noite para que haja um tempo de descanso maior”, afirma um trecho do comunicado interno.

Publicidade

Hospital se pronuncia

Em nota, a assessoria de comunicação do Hospital Regional Justino Luz informou que as duas profissionais continuam no hospital como plantonistas, no entanto, foram afastadas das funções de coordenação por terem emitido o comunicado sem o aval da direção da unidade hospitalar.

Publicidade

Ainda segundo a assessoria do hospital, o comunicado que circulou internamente e nas redes sociais foi elaborado pelas enfermeiras que coordenam as UTI’s e enfermarias de atendimento de pacientes com a Covid-19.

Publicidade

Até o momento, não há mais informações acerca de quantos pacientes teriam sido dopados, nem qual o estado de saúde destes. Uma sindicância será aberta para a apuração precisa dos fatos. O comunicado ainda alertava sobre o uso excessivo do celular por parte dos profissionais de saúde fora dos setores de atendimento.

Publicidade
Publicidade