in

Bolsonaro vence em todos os cenários para 2022 e não dá chances para Lula e Moro, segundo pesquisa

Presidente seria reeleito em todos os cenários na disputa presidencial de 2022.

Agência Brasil / Reprodução Youtube PT

Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) tem tudo para se reeleger em 2022. Pelo menos é o que aponta pesquisa Exame/IDEIA divulgada nesta sexta-feira (4). Em um cenário com concorrentes de peso, Bolsonaro vence por larga vantagem no primeiro turno da disputa presidencial. A pesquisa ouviu 1.235 pessoas, por telefone, entre os dias 24 a 31 de agosto, em todas as regiões do país. A margem de erro é de três pontos para mais ou para menos.

Publicidade

Jair Bolsonaro lidera com 31% dos votos. Em seguida, aparece o ex-presidente Lula, com 17%. Lula está inelegível, devido às condenações em segunda instância, e não pôde concorrer em 2018. Há a expectativa de que o Supremo Tribunal Federal (STF) anule as condenações. Lula voltaria a ficar elegível.

O ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, é o terceiro colocado no levantamento. Ele aparece com 13%. Logo depois, à frente dos demais possíveis candidatos, aparecem as opções não sabe e branco/nulo, com 7% cada uma. Ciro Gomes tem 6% da intenção de votos. O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, aparece logo atrás com apenas 4%. João Doria, governador de São Paulo, tem 3%.

Publicidade

Na parte final da lista estão João Amoedo, com 3%; Marina Silva, com 2%; e o governador do Maranhão, Flavio Dino, que tem apenas 1% da intenção de votos. Também com 1% aparecem outros candidatos somados.

Publicidade

Bolsonaro vence concorrentes no segundo turno

Em um possível segundo turno, Jair Bolsonaro venceria tanto o ex-presidente Lula quanto o ex-ministro Sergio Moro. O presidente da República aparece com 42% da intenção de votos na disputa contra Lula, que soma 31%. Além disso, 21% afirmaram que votariam em branco e outros 6% não sabem em que votar.

Publicidade

Contra Sergio Moro, a diferença seria menor. Bolsonaro aparece com 38%, enquanto seu ex-subordinado tem 31%. Oito porcento não sabem em quem votar neste cenário. Brancos e nulos somariam 23%. Se o adversário de Bolsonaro no segundo turno fosse Doria, o presidente seria reeleito com 41% dos votos contra apenas 17% do adversário.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!