in

Estudo aponta quanto tempo coronavírus pode ficar no organismo humano e dados impactam

Brasil é o segundo país mais afetado pela pandemia do mundo, tendo computado até o momento mais de 4 milhões de casos de infectados.

Sobrice/Montagem-Russel

A pandemia do coronavírus segue assolando a população mundial em larga escala. Diante do cenário de calamidade na saúde, a grande expectativa é para a chegada de uma vacina contra a Covid-19. 

Publicidade

Contudo, diferentemente do que possa parecer, o vírus Sars-Cov2 pode ficar no organismo do ser humano muito mais do que se pensa. Em um estudo publicado no “British Medical Journal”, cientistas italianos chegaram à conclusão de que o coronavírus pode levar em média cerca de 30 dias para desaparecer do corpo.

Por esse motivo, pesquisadores incentivam que pacientes da Covid-19 realizem novos testes do tipo RT-PCR quatro semanas ou mais depois do primeiro resultado positivo para a doença. 

Publicidade

O objetivo da nova testagem é diminuir o risco de pacientes que ainda possam estar com o vírus no organismo, mas que sejam classificados como recuperados, podendo assim disseminar a doença para outras pessoas.

Publicidade

A pesquisa italiana acompanhou 4.538 pacientes da Covid-19 na região de Emilia-Romagna, situada no norte da Velha Bota, entre os dias 26 de fevereiro e 22 de abril, período onde o país vivenciou o pico da pandemia.

Publicidade

Deste quantitativo, foram 428 pessoas que morreram, enquanto os demais foram retestados três vezes durante o estudo, em períodos intercalados. 

Números da pandemia no mundo

De acordo com o último balanço divulgado pelas autoridades de saúde, a pandemia do coronavírus já computa mais de 26 milhões de casos de infectados em escala global. O número de óbitos se aproxima da casa dos 900 mil.

Até momento, Estados Unidos, Brasil e Índia figuram como principais epicentros da Covid-19, sendo responsáveis por mais de 50% dos casos de infectados no mundo. 

Publicidade
Publicidade