in

Governo diminui proposta para novo salário mínimo; valores são revelados e causa revolta

Diferentemente do que foi previsto em abril, salário mínimo deve ter valor mais baixo em 2021.

Isto É

Diante do cenário de crise econômica por conta da pandemia do coronavírus, a expectativa é que o salário mínimo não sofra alterações significativas no próximo ano. Nesta segunda-feira (31), foi revelado que o governo federal propôs que os novos valores fiquem na casa de R$ 1.067,00 a partir de janeiro de 2021. Anteriormente, mais precisamente em abril, era previsto que o salário mínimo subisse para R$ 1.079,00.

Publicidade

Este novo valor consta no projeto da lei orçamentaria do próximo ano que foi encaminhado ao Congresso Nacional, por meio do Ministério da Economia. As novas cifras representam um aumento de R$ 22 em relação ao salário mínimo atual, de R$ 1.045,00.

A justificativa dada para um aumento menor do salário mínimo se baseia na inflação de 2020. Como a previsão para a inflação recuou, o mínimo sofrerá um reajuste menor. 

Publicidade

As cifras do novo salário mínimo de 2021 pode ter uma nova alteração, baseando no comportamento da inflação. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o salário mínimo serve de referência para 49 milhões de trabalhadores no Brasil.

Publicidade

Nestas configurações de reajuste, isso significa que pelo segundo ano consecutivo do governo Bolsonaro, o salário mínimo não terá um “ganho real”, acima da inflação. Contudo, o poder de compra de quem recebe o mínimo segue preservado.

Publicidade

Repercussão

Nas redes sociais, vários internautas se mostraram revoltados com a redução na proposta do salário mínimo.

“O deles tem aumento toda semana , nossa deve muito ne , congela por dois anos e muita sacanagem!!”, disse outro internauta no Twitter. 

“Salário mínimo vai à 1.066 reais, enquanto alguns ministros ganham, em salários acumulados (Soldo+Salário) mais de 60 mil”, protestou outro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade