in

Auxílio Emergencial: Caixa paga última parcela para grupo nesta segunda; prorrogação segue indefinida

Auxílio Emergencial já contemplou mais de 66 milhões de brasileiros nos últimos meses.

O Globo

Seguindo o cronograma do Auxílio Emergencial, a Caixa Econômica Federal (CEF) libera nesta segunda-feira (31) o pagamento da quinta parcela para beneficiários do programa Bolsa Família. O grupo que tem prioridade no recebimento do benefício tem seu último dia no calendário fixado pelo Ministério da Cidadania.

Publicidade

Os contemplados de hoje são beneficiários que integram programa e possuem NIS (Número de Identificação Social) terminado em zero. Além disso, todos os outros trabalhadores do Bolsa Família, que por algum motivo não conseguiram receber o montante de R$ 600 no seu respectivo dia, podem efetuar o saque da quinta parcela durante esta segunda.

Os demais beneficiários do Auxílio Emergencial, cadastrados via site, aplicativo e Cadastro Único, não recebem nenhum pagamento nesta segunda.

Publicidade

Amanhã (1º), beneficiários nascidos em agosto receberão autorização para sacar ou transferir a parcela que foi depositada na poupança digital no dia 14 de agosto. Inicialmente, o montante foi liberado no aplicativo Caixa Tem podendo ser utilizado para a realização de compras e pagamentos de contas.

Publicidade

Indefinição

Nos bastidores, o cenário de prorrogação do Auxílio Emergencial embora esteja encaminhado, os quesitos valores continuam sendo um entrave, e justificativa para atraso na oficialização da extensão, que deve vigorar até o final do ano.

Publicidade

A ala econômica, chefiada pelo ministro Paulo Guedes, defende um valor mais baixo do que o projetado pelo grupo político. Bolsonaro, que já declinou de algumas propostas feitas por Guedes, defende que o benefício fique na casa dos R$ 300.

Ao que tudo indica, a oficialização da prorrogação do programa, com os novos valores, deve ser feita ainda nesta semana. Confirmado a proposta de extensão, o governo ainda depende de uma aprovação do Congresso Nacional para tornar a medida válida, uma vez que vai mexer nos valores.

Publicidade
Publicidade
Publicidade