in

Hospital fica sem médico após única profissional testar positivo para Covid-19 e situação revolta moradores

Esta não é a primeira vez que unidade hospital fica sem atendimento médico para casos de emergência.

G1

Unidade de referência e palco de atendimento de moradores de diversos municípios, o Hospital Regional de Dianópolis, no Tocantins, se encontra sem nenhum médico há três dias. A única profissional que atende no local acabou testando positivo para a Covid-19 e teve que se afastar das suas atividades. 

Publicidade

Sem suporte, os moradores do município de Dianópolis e outros cidades próximas cobram uma solução para o caso. 

Em entrevista ao G1, um morador que não quis se identificar, afirmou que quem procura o hospital é informado que a unidade só terá profissionais na próxima semana. 

Publicidade

“A cidade sempre está com falta de médico e isso não é comunicado à população. A gente chega para procurar atendimento e quase nunca tem. A gente fica de mãos atadas sem saber o que fazer. Eles só falam que não tem e pronto”, reclamou o morador.

Publicidade

Em nota, a Secretaria do Estado de Saúde (SES) confirmou o cenário vivenciado, e informou que fará a substituição médica, no entanto, não fixou prazo para isso acontecer. 

Publicidade

Esta não é a primeira vez que o Hospital Regional de Dianópolis fica sem médico. Em julho deste ano, a unidade ficou cinco dias sem médico para atender os casos de urgência. Além de Dianópolis, o hospital atende moradores de Taguatinga, Ponte Alta do Bom Jesus, Porto Alegre do Tocantins, Novo Jardim, Almas, Taipas do Tocantins, Rio da Conceição e Conceição do Tocantins.

Ordem da Justiça

No início de agosto, a Justiça determinou que o governo de Tocantins contratasse mais médicos para o hospital. Na ocasião, uma denúncia do Ministério Público apontou que o HR de Dianópolis contava com 10 médicos contratados, no entanto, cinco deles estariam de licença, enquanto outros quatro só atendiam algumas especialidades. 

Publicidade
Publicidade