in

Bolsonaro volta atrás e anuncia suspensão do Renda Brasil: ‘Ou melhora, ou estamos fadados ao insucesso’

Expectativa era que o programa fosse lançado ainda nesta semana pelo governo federal.

O Globo

Após grande expectativa e sinalizações acerca da criação do programa Renda Brasil, que unificaria vários programas do governo federal, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) surpreendeu, ao anunciar nesta quarta-feira (26) que a atual proposta do Renda, não será ser oficializado nos próximos dias.

Publicidade

O motivo para a desistência provisória do programa se deve principalmente às divergências do chefe do Executivo para com a equipe econômica, chefiada pelo ministro Paulo Guedes. O responsável pela pasta sugere um valor de até R$ 250, contudo, o presidente quer cifras mais altas.

“Ontem discutimos a possível proposta do Renda Brasil ,e falei está suspenso. A proposta como apareceu para mim não será enviada ao parlamento. Não posso tirar de pobre para dar a paupérrimos”, disse o presidente em um evento em Minas Gerais, nesta quarta- (26). 

Publicidade

Bolsonaro ainda afirmou que manterá o Auxílio Emergencial até o mês de dezembro. Os valores das novas parcelas, entretanto, também são motivos de discussão nos bastidores do governo. O presidente quer fixar algo de R$ 300 acima, já Guedes propõe um valor menor, tendo alcançado a máxima de R$ 270, algo declinado pelo chefe do Executivo. 

Publicidade

O Auxílio Emergencial já atendeu mais de 66 milhões de brasileiros, e está em sua última parcela para os integrantes do Bolsa Família, calendário este que será concluído no dia 31 de agosto. A partir da próxima sexta-feira (28), os demais inscritos no programa começam a receber o montante de R$ 600 em suas respectivas poupanças digitais no aplicativo Caixa Tem.

Publicidade

Volta à produção

Bolsonaro por fim, falou sobre a importância do país voltar a produzir para levantar o cenário econômico e de emprego.

“Ou o Brasil começa a produzir, fazer o plano que interessa a todos nós, que é o emprego, o melhor plano social que existe, ou estamos fadados ao insucesso”, afirmou o presidente.

Publicidade
Publicidade
Publicidade