in

Renda Brasil: somente inscritos no Cadastro Único tem direito ao benefício?

Renda Brasil substituirá o Bolsa Família e irá exigir que os interessados sejam inscritos no Cadastro Único.

Reprodução/ Blog Nith Treinamentos

O Renda Brasil, programa social do governo que substituirá o Bolsa Família, terá embasamento nas informações do Auxílio Emergencial e exigirá que os candidatos sejam inscritos no Cadastro Único (CadÚnico).

Publicidade

É através deste sistema que o governo, estados e municípios serão capazes de reconhecer e qualificar as famílias de baixa renda. O cadastro possui os principais dados de cada indivíduo familiar, como escolaridade, trabalho, rendimentos e particularidades da residência.

A promessa do Governo Federal é que o Renda Brasil seja um programa mais abrangente que o Bolsa Família, que alcance inúmeros brasileiros que atualmente não têm acesso a programas sociais, mas que se encaixam nos principais programas.

Publicidade

Renda Brasil

O objetivo inicial do Renda Brasil é unificar quatro programas sociais:

Publicidade
  • Bolsa Família
  • Salário-família
  • Abono salarial
  • Seguro-defeso

A intenção da centralização dos programas sociais é ampliar os recursos pagos e sua distribuição, permitindo assim um acréscimo no valor do benefício que, segundo dados do governo, ficará entre R$ 250 e R$ 300. Outro aspecto importante é o número de pessoas que poderão se beneficiar pelo Renda Brasil, conforme estimativas, o novo programa pode alcançar até 40 milhões de brasileiros.

Publicidade

Vale ressaltar que não será necessário fazer uma nova inscrição, os beneficiários inscritos no programa Bolsa Família apenas serão transferidos para o Renda Brasil. Como o programa ainda não foi lançado oficialmente, as regras para o pagamento do benefício não foi divulgada.

Publicidade
Publicidade
Publicidade