in

Padre de apenas 40 anos morre vítima da Covid-19 e cidade do DF fica arrasada

Casos positivos da Covid-19 entre padres tem preocupado Arquidiocese de Brasília.

Metrópoles

Sacerdote na cidade de Ceilândia, no Distrito Federal, o padre Cássio Augusto, de apenas 40 anos, morreu no último sábado (15), vítima de complicações provocadas pela Covid-19. O religioso era da Paróquia Nossa Senhora da Assunção.

Publicidade

A informação foi confirmada nas redes sociais da Arquidiocese de Brasília e da igreja em que Cássio Augusto atuava

“Informamos que hoje, no dia 15 de agosto de 2020, solenidade de Nossa Senhora da Assunção, nosso pároco Cássio Augusto fez sua Páscoa! A morte não significa para nós tristeza, mas a certeza da vida eterna. Contamos com vossas orações pela alma dele, familiares e amigos”. A saudade fica, mas… Coragem!”, publicou a Paróquia Nossa Senhora da Assunção.

Publicidade

Cássio Augusto nasceu no dia 19 de outubro de 1979, em Taguatinga. Na vida como religioso, ele passou pela Paróquia Santa Maria dos Pobres, no Paranoá, bem como por inúmeras igrejas de Goiânia.

Publicidade

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO, CEILÂNDIA-DF⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀INFORMAMOS QUE HOJE NO DIA 15 DE AGOSTO DE 2020 SOLENIDADE DE…

Gepostet von Paróquia Nossa Senhora da Assunção – Ceilândia am Samstag, 15. August 2020

A morte repentina do religioso causou forte comoção na população de Ceilândia. Inúmeras mensagens em homenagem ao pároco estão sendo publicadas nas redes sociais.

Publicidade

Outro caso

O falecimento de Cássio Augusto não é o primeiro entre párocos da capital federal. No dia 22 de julho, o padre João da Silva, de 52 anos, morreu vítima da Covid-19. Bem conhecido em Brasília, o religioso foi transferido da capital federal para Campos do Jordão no ano passado. 

Antes de ser internado, João da Silva encaminhou um áudio a pessoas conhecidas em que demonstrou fragilidade no quadro clínico, afirmando que estava cansado de lutar, e que estava perdendo as forças.

Segundo informações do portal Metrópoles colhidas junto à Arquidiocese de Brasília, somente em 20 dias do mês de julho, 10 casos positivos da Covid-19 foram confirmados entre padres na capital federal.

Publicidade
Publicidade
Publicidade