in

Vacina testada no Brasil tem desempenho animador em fase de estudos e pode ser antecipada

Brasil tem sido palco de vários testes de vacina contra a Covid-19, novo imunizante chinês deve ser liberado no país.

Exame - Getty Images

Um dos principais epicentros da pandemia do coronavírus em escala global, o Brasil segue registrando um número elevado de novos casos diários da doença. Apesar do cenário preocupante, o desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19 está a todo valor.

Publicidade

Nesta quinta-feira (12), pesquisadores informaram em um jornal científico, que o imunizante desenvolvido pelo laboratório chinês SinoPharm apresentou resultados significativos, conseguindo ativar anticorpo contra o vírus nas fases 1 e 2 dos testes realizados. 

De acordo com a publicação, a vacina chinesa não produziu nenhum tipo de efeito colateral grave nos 320 voluntários testados nas fases iniciais. Apesar disso, o estudo ainda não concluiu se a quantidade de anticorpos produzidos pelo imunizante é suficiente para evitar uma infecção do coronavírus e por quanto tempo isso durará, conclusões estas que estão sendo buscadas na última fase de testes.

Publicidade

Sintomas

Os voluntários testados apresentaram dores no local da aplicação e febre leve. Contudo, sem nenhum tipo de complicação mais grave.

Publicidade

Testes no Brasil

O imunizante intitulado de Coronavac já está sendo testado nos Emirados Árabes, e no final do último mês, o governo do Paraná fechou uma parceria com o laboratório Sinopharm para o início da testagem em solo nacional. 

Publicidade

Além deste imunizante, o Brasil já está testando a vacina desenvolvida pela Sinovac, a Coronavac. Nesta semana, o governo de São Paulo sinalizou que pode pedir a liberação da vacina já no mês de outubro. Os estudos da terceira fase estão sendo conduzidos pelo Instituto Butantan.

Publicidade
Publicidade
Publicidade