in

Estudante de 16 anos morre vítima da Covid-19 dias depois de dar à luz; escola faz homenagem emocionante

Jovem acabou não resistindo e morreu dias depois de dar à luz em hospital de Sorocaba.

Reprodução - Instagram

A pandemia do coronavírus segue assolando a população nacional em larga escala, ultrapassando a casa dos 100 mil óbitos. Em Sorocaba, a história da estudante Gilda Santos Costa comoveu fortemente. Cursando o primeiro ano do ensino médio, a jovem de apenas 16 anos morreu vítima da Covid-19, dias depois de dar à luz.

Publicidade

A morte de Gilda foi registrada na última quarta-feira (5), mas somente hoje (12), teve a confirmação. A jovem de 16 anos estava grávida e precisou ser internada às pressas após passar mal. Durante o período de internação, Gilda teve o bebê de forma prematura. 

A estudante estava internada no Conjunto Hospital de Sorocaba (CHS) e teve seu parto realizado no dia 21 de julho. Contudo, ela acabou tendo complicações da Covid-19 e acabou não resistindo.

Publicidade

Em um informe divulgado, a prefeitura de Sorocaba informou que Gilda era imunodeprimida, quando a imunidade fica debilitada. 

Publicidade

Até a última terça-feira (11), o município do interior paulista acumulava 292 mortes por Covid-19 e 12.479 casos de infectados.

Publicidade

Homenagem

Gilda era aluna da Escola Estadual Joaquim Izidoro Marins, situada na zona norte de Sorocaba. Através de suas redes sociais, a unidade publicou uma homenagem à jovem.

“Com um jeitinho doce e um sorriso para oferecer, você conquistou amizades. Tua partida deixará saudades, que são a certeza de não te esquecer. Tão linda nossa menina, cheia de cachinhos e poucas palavras”, diz o texto. 

Por conta dos riscos de contaminação e seguindo os protocolos estabelecidos pelas autoridades de saúde, o corpo de Gilda foi sepultado sem velório, no último dia 6 de agosto, no Cemitério Santos Antônio, em Sorocaba.

Publicidade
Publicidade
Publicidade