in

Covid-19: país já registrou 71 casos de síndrome rara associada ao vírus em crianças; conheça os sintomas

A síndrome tem sido uma grande preocupação entre os médicos no mundo todo.

Divulgação/Globo

O Ministério da Saúde brasileiro tem tido uma nova preocupação em relação a Covid-19 envolvendo as crianças. Os profissionais estão fazendo o acompanhamento de uma síndrome rara que pode ter ligação direta com a infecção que é provocada pelo coronavírus nos pequenos.

Publicidade

O governo brasileiro já fez o registro de 71 casos que ocorreram até o fim do mês de julho. No total, quatro estados do país apresentaram casos de SIM-P – Síndrome Inflamatória Multissistêmica pediátrica, no Rio de Janeiro, Piauí, Ceará e Pará. A idade das crianças que apresentaram a doença varia entre as idades de sete meses a 16 anos.

A maior parte das situações que foram relatadas ao Ministério da Saúde estavam acompanhadas de exames laboratoriais, que indicaram a infecção recente ou em curso do SARS-CoV-2. “Embora esses casos descritos apontem para uma possível relação de uma nova característica da covid-19 em crianças e adolescentes, cabe ressaltar que estas ocorrências foram raras até o momento, frente ao grande número de casos com boa evolução da doença entre crianças e adolescentes”, explicou o ministério através de uma nota.

Publicidade

Síndrome preocupa profissionais da saúde

A síndrome ligada à Covid-19 gera grande preocupação nos pequenos. Já que uma das complicações da enfermidade pode provocar aneurisma na artéria coronária. Caso o problema não seja tratado da forma correta, pode evoluir para óbito do paciente. Os sintomas da síndrome são: conjuntivite, manchas avermelhadas pelo corpo, dor no abdômen, diarreia, vômito, febre que pode vir acompanhada de pressão baixa e dificuldade respiratória.

Publicidade

A OMS (Organização Mundial de Saúde) já havia feito um alerta aos profissionais de saúde sobre a condição que pode ter ligação direta com o novo coronavírus. Apesar da preocupação que cerca a comunidade médica, até o momento, o mundo tem aproximadamente 300 relatos da síndrome.

Publicidade

No estado do Pará, o Instituto Evandro Chagas fez o acompanhamento de 155 crianças que foram hospitalizadas com suspeita de contrair o novo coronavírus. No total, 18 pacientes apresentaram os sintomas da síndrome entre seis e 60 dias após estarem expostos ao vírus da doença.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.