in

Brasil ultrapassa 100 mil mortes por Covid-19 e OMS faz alerta preocupante

País segue em alta no registro de novos casos de infectados pelo coronavírus.

G1

No último sábado (08), o Brasil alcançou a marca negativa de 100 mil mortes em decorrência da pandemia do coronavírus. Em escala global, o país sul-americano só fica atrás dos Estados Unidos. Além dos expressivos números, a pouca mudança no cenário no combate contra a Covid-19 segue preocupante.

Publicidade

Nesta segunda-feira (10), o diretor de emergências da Organização Mundial da Saude (OMS), Michael Ryan, afirmou que o Brasil ainda tem registrado um nível de transmissão da Covid-19 muito expressivo.

“O Brasil está sustentando um nível muito alto de epidemia. A curva [de transmissão] achatou um pouco, mas não está diminuindo”, alertou Ryan. 

Publicidade

O diretor da OMS ainda enfatizou que os números de casos no país estão crescendo de forma significativa, e que a quantidade de casos positivos entre as pessoas que são testadas está na casa de 20%. Ou seja, o país ainda computa uma transmissão comunitária contínua.

Publicidade

Índices elevados

No último sábado (08), além de ultrapassar a marca dos 100 mil, o Brasil ainda chegou aos 3 milhões de casos positivos para a doença – pouco mais de 2 milhões já se recuperaram. 

Publicidade

De acordo com Michael Ryan, a taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil oscila entre 1,1 e 1,5. O que significa que uma pessoa contaminada, em média, contamina mais de uma pessoa. 

O diretor de emergências da Organização Mundial da Saúde ratificou novamente a necessidade de dar aporte financeiro às pessoas mais carentes, para que estas possam cumprir o isolamento de forma correta.

No âmbito nacional, São Paulo, Bahia e Ceará aparecem entre as regiões mais afetadas pela pandemia do coronavírus. 

Publicidade