in

Policiais são mortos na véspera do Dia dos Pais e deixam esposas grávidas; uma delas de gêmeos

Dois dos três policiais militares que morreram baleados após uma abordagem a um falso policial civil seriam pais.

R7

Neste sábado, 8 de agosto, três policiais acabaram sendo mortos em uma abordagem a um homem que seria um falso agente da lei da Polícia Civil. O caso ocorreu na avenida Escola Politécnica, no Rio Pequeno, na zona oeste de São Paulo. Dois três policiais militares, dois deles seriam pais em breve. Um deles é o Sargento José Valdir de Oliveira Júnior. 

Publicidade

O sargento já tinha uma filha adolescente, mas ficou sabendo recentemente que sua companheira estava grávida. Agora ele seria pai de gêmeos. A segunda vítima é Victor Rodrigues Pinto da Silva. O soldado tinha 29 anos de idade e estava na expectativa do nascimento do seu primeiro filho. 

Ambos estavam há bastante tempo na polícia. O sargento estava há 14 anos, enquanto o soldado estava há sete anos na instituição. O comandante da Polícia Militar, coronel Fernando Alencar Medeiros, falou em nota sobre a perda para a instituição. “Infelizmente, três crianças não conhecerão seus verdadeiros heróis que perderam justamente à véspera de uma data tão emblemática’, começa ele. 

Publicidade

“Mas saberão que as histórias e exemplos deles serão respeitados e honrados por todos nós Soldados da Força Pública”, disse ele ao falar sobre a tragédia na vida pessoa dos representantes da PM. 

Publicidade

O terceiro policial que faleceu é Celso Ferreira Menezes Júnior. Segundo informações do portal de notícias R7, ele estava na entidade há mais de uma década. Celso não tinha filhos, mas é claro que a perda dele também é sentida por pessoas da família e amigos, que agora vivem o luto. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.