in

Homem que trabalhava no porto de Beirute é encontrado ferido no mar 30 horas após explosões

Maiores informações sobre o estado de saúde de Amin não foram divulgadas, ele foi encontrado ferido, mas com vida, após 30 horas da explosão.

Reprodução: Extra

Nesta terça-feira (04), uma catástrofe sem precedentes atingiu a região portuária da cidade de Beirute, capital do Líbano. A enorme explosão provocada pela substância nitrato de amônio resultou em um cenário de devastação, com elevado número de mortes, mais de 5.000 feridos e dezenas de pessoas ainda estão desaparecidas.

Publicidade

Diversos vídeos da explosão circulam na Internet, sendo possível perceber o momento exato da catástrofe e sua grande proporção, com efeitos sentidos a quilômetros de distância, até mesmo na região do Chipre, localizada na parte oriental do Mar Mediterrâneo. As equipes de resgate seguem fazendo buscas por desaparecidos não só pela região portuária, mas por todos os locais ao entorno.

Após 30 horas da explosão, um funcionário que trabalhava no porto, local onde ocorreu a catástrofe e também o mais atingido, foi encontrado. Um verdadeiro milagre, Amin AL-Zahed estava no mar, ferido, mas com vida.

Publicidade

O caso de Amin evidencia a proporção da catástrofe, responsável por lançá-lo ao mar no momento da explosão. Segundo informações da emissora Al Arabiya, o rapaz foi encontrado com ferimentos e direcionado para o Hospital Universitário Rafik Hariri, localizado na capital libanesa. Na imagem abaixo, é possível observar uma fotografia do funcionário do porto, retirada de seu perfil no Instagram.

Publicidade

Maiores informações sobre o estado de saúde de Amin não foram divulgadas. O método que ele teria utilizado para sobreviver no mar durante tanto tempo tem intrigado não só os internautas, mas também as autoridades locais.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade