in

Infecção por Covid-19 é ligada à Síndrome Multissistêmica Inflamatória em criança e casos geram preocupação

Crianças têm sido observadas após desenvolver Síndrome que provoca febre, dores no corpo e gera atenção cardiológica

G1

A SMIP – Síndrome Multissistêmica Inflamatória Pediátrica, já foi registrada no Ceará, sendo um dos possíveis efeitos observados pelos profissionais de saúde em paciente que foram infectados pela Covid-19 no estado. Ao menos 16 crianças que contraíram a SARS-Cov-2 estão passando por acompanhamento com cardiologista e outros profissionais no Hospital Luís de França, em Fortaleza.

Publicidade

A Síndrome Multissistêmica Inflamatória Pediátrica já afetou muitas crianças em vários países. Aproximadamente há três meses, pacientes com a síndrome apresentam sintomas como dores no abdômen, febre persistente, irritação nos olhos, manchas na pele e alguns outros sinais, como foi relatado pelo especialista Caio Malachias.

“Depois de aproximadamente três ou quatro semanas, a criança desenvolve essa patologia que pode ser grave, com evolução com doença cardíaca, inclusive, e requer um tratamento específico”, explicou o médico. Os profissionais de saúde costumam dizer que a SMIP tem características semelhantes à Doença de Kawasaki.

Publicidade

O diagnóstico pode ser realizado através de uma avaliação do médico e também exames de sangue. O Ministério da Saúde, com a SBP – Sociedade Brasileira de Pediatria, publicou no final do mês de maio uma nota técnica que faz um alerta sobre a relação da síndrome com a Covid-19.

Publicidade

Alguns pacientes podem apresentar sintomas mais intensos. Esse foi o caso de um paciente de apenas nove anos. José Neto precisou passar por atendimento no Hospital Padre Cícero, que fica em Juazeiro do Norte. A criança contraiu coronavírus anteriormente e até já tinha recebido alta. Contudo, o pequeno precisou ser hospitalizado após sintomas como diarreia se intensificarem.

Publicidade

Não existe um medicamento específico ou uma vacina contra o vírus. A melhor forma ainda é a prevenção mantendo os hábitos de higiene e o distanciamento social.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.