in

Vacina contra a Covid-19 pode causar efeitos colaterais severos em alguns pacientes e resultados são divulgados

Cientistas seguem mergulhados no desenvolvimento de uma vacina para combater a Covid-19.

UOL

A pandemia do coronavírus segue assolando a população mundial em larga escala. Neste paralelo, cientistas seguem mergulhados em testes e estudos para desenvolvimento de uma vacina. 

Publicidade

Um dos modelos de imunizantes que estão em franco desenvolvimento é o produzido pela empresa americana Novavax. Segunda a própria companhia, a vacina mostrou uma resposta positiva de imunidade ao coronavírus, mas gerou alguns efeitos colaterais na maioria das pessoas que receberam a dose. 

Os dados do imunizante experimental não integram os testes clínicos das fases 1 e 2, e por isso são preliminares. Apesar de serem publicados, os resultados ainda não foram revisados pela comunidade científica.

Publicidade

Efeitos

Os testes do imunizante da Novavax foram realizados em 130 voluntários saudáveis, e 100% deles receberam o placebo, diferentemente de outras testagens que aplicam o imunizante em apenas 50% dos voluntários.

Publicidade

Segundo a empresa, a resposta mais positiva foi obtida com voluntários que receberam duas doses em um intervalo de três semanas. Neste cenário, as pessoas vacinadas apresentaram um nível de anticorpos quatro vezes maior em relação aos pacientes que se recuperaram da Covid-19.

Publicidade

Dos 130 voluntários vacinados, 80% desenvolveram efeitos colaterais, em sua maioria dores. Cerca de 60 tiveram dores de cabeça e musculares. E oito deles apresentaram efeitos “severos”, contudo, se recuperaram poucos dias depois e não chegaram a ser hospitalizados.

Imunizantes avançados

Até o momento, Moderna, AstraZeneca-Oxford e Pfizer estão em fase avançada de testagem, e buscam recrutar cerca de 30 mil voluntários para realizar o último estágio de testes. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade