in

Mãe do menino Miguel dá depoimento tocante dois meses após morte: ‘Está muito difícil o silêncio’

Mirtes conversou com o Correio Braziliense sobre a morte do menino Miguel, falecido em 2 de junho.

Correio Braziliense

Neste domingo, 2 de agosto, completou-se dois meses da morte do menino Miguel, falecido com cinco anos. Para falar sobre os dois meses do falecimento do filho, Mirtes, mãe do garoto, deu uma entrevista tocante ao site Correio Brasiliense. Na conversa, ela fala sobre como está a sua rotina, desde que o filho faleceu. 

Publicidade

Mirtes fala sobre os dois meses da morte do menino Miguel, que faleceu após cair de prédio

Em apenas dois meses, a morte do menino Miguel conseguiu, por exemplo, que a lei envolvendo o transporte de crianças em elevadores fosse mudada. Miguel caiu de uma altura de mais de 30 metros, após ficar sob os cuidados da então patroa da mãe dele, Sari Corte Real. 

Ela o deixou sozinho no elevador, e o garoto, andando sozinho no meio do transporte, saiu do local e se pendurou em um pequeno muro, caindo na sequência. 

Publicidade

Mirtes diz que tenta se manter bem e agradece todas as homenagens que o filho tem recebido, como um muro que teve figuras pintadas lembrando o menino e a luta da empregada doméstica. É graças a essa luta que Mirtes continua a lutar. 

Publicidade

“Voltei a caminhar. Fora isso, fico em casa, assisto filme, ligo para os meus advogados para tirar dúvidas.. vou levando. Tenho procurado, entretanto, sair para resolver uma coisa ou outra, sempre buscando fazer algo porque ficar em casa é pesado. Está muito difícil o silêncio na minha casa. Miguel era a alegria daqui, a luz e agora estamos só eu e minha mãe”, disse Mirtes ao falar sobre o assunto na conversa bem comovente dada ao site do Correio Braziliense.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.