in

Vítima fatal de trágico acidente, motociclista salvou namorada antes de morrer: ‘Um herói’

Guilherme acabou sendo atingido por um caminhão logo depois de salvar namorada.

G1

O motociclista Guilherme Henrique Ribas de Oliveira, de 28 anos, foi uma das vítimas fatais no engavetamento ocorrido em Curitiba, com 22 veículos. De acordo com a irmã da vítima, em entrevista ao UOL, o jovem acabou morrendo pouco tempo depois de salvar sua namorada. Além de Guilherme, outras sete pessoas morreram no trágico acidente.

Publicidade

Ele e a namorada estavam em um moto quando o acidente ocorreu na BR-227. Segundo relatos de sobreviventes, o casal foi atingido por um carro. A moça ficou presa em baixo do veículo segundo a irmã de Guilherme, Drieli Ribas. 

Diante disso, o jovem de 28 anos correu rapidamente para salvar a namorada, e na sequência foi atingido por uma carreta que não conseguiu frear e bateu nos carros parados. Guilherme não resistiu ao impacto e morreu no local. 

Publicidade

A namorada dele se feriu e foi encaminhada para um hospital, onde se encontra em coma induzido. A moça ainda não sabe da morte do companheiro.

Publicidade

 “Ele foi um herói. Assim vamos nos lembrar dele”, disse a irmã da vítima.

Publicidade

Um exemplo

Segundo Drieli, Guilherme sempre foi um “pai” para ela e seus outros quatro irmãos. Filho mais velho, Guilherme foi definido como uma pessoa alegre e extrovertida, que tinha o sonho de comprar o próprio caminhão e levar sua mãe para as viagens.

Tragédia

O trágico engavetamento culminou na morte de oito pessoas, sendo que sete delas morreram ainda no local do acidente. O engavetamento ocorreu no Km 77 da BR-227. Testemunhas ouvidas relataram que uma queimada teria levado muita fumaça para pista, comprometendo de forma intensa a visão dos motoristas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade