in

Bolsonaro se pronuncia sobre auxílio de R$ 600 se tornar permanente

O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, deu a sua opinião sobre o Auxílio Emergencial permanente e citou consequências.

Fotomontagem: Bruno Avila / Alan Santos/PR / VEJA

O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, que atualmente está sem partido político, decidiu se pronunciar sobre questões delicadas que envolvem a pandemia causada pelo novo coronavírus. Neste domingo, 2 de agosto, o presidente criticou algumas atitudes dos governados estaduais.

Publicidade

Bolsonaro não apoia as medidas de restrição adotadas pelos governadores para conter a transmissão do novo coronavírus. O presidente diz que os governadores “quebraram” as economias de seus respectivos estados e agora fazem um pedido que ele recusa.

Bolsonaro relatou que os governadores estaduais querem que o auxílio emergencial de R$ 600 se torne permanente para a população brasileira. Vale ressaltar que a medida foi recebida com grande popularidade pelos brasileiros.

Publicidade

O auxílio é fornecido pelo Governo Federal, e o presidente da República, Bolsonaro, avalia que o benefício custa R$ 50 bilhões mensalmente aos cofres da União e, caso este Auxílio Emergencial se mantenha por tempo indeterminado, iria “arrebentar a economia” do Brasil.

Publicidade

Bolsonaro, no entanto, vem sendo altamente pressionado para manter o Auxílio Emergencial. Com isso, o governo do atual presidente pensa na possibilidade de transformar o benefício em um novo programa social, que se chamaria Renda Brasil.

Publicidade

Bolsonaro, basicamente, reformularia o já existente Bolsa Família, que foi um marco da gestão do ex-presidente petista, Luiz Inácio Lula da Silva, conseguindo o  apoio da população mais pobre. Assim como Lula com o Bolsa Família, o atual presidente também ganhou popularidade com o Auxílio Emergencial.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com