in

Vítima que seria atendida pelo helicóptero dos Bombeiros que caiu acabou morrendo

A aeronave faria o resgate de uma vítima de parada cardiorrespiratória, que já estava sendo atendida em solo.

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Uma aeronave do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal caiu nesta quinta-feira (30) em Vicente Pires enquanto se preparava para um resgate. A vítima sofreu uma parada cardiorrespiratória e precisava de socorro rápido da equipe. Infelizmente, antes mesmo da queda do helicóptero, a vítima já havia morrido.

Publicidade

Motolâncias já haviam chegado ao local

A Secretaria de Saúde da localidade informou que antes do deslocamento da equipe de socorro aéreo, em solo, viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já haviam sido acionadas. Para o deslocamento mais rápido foram utilizadas as chamadas motolâncias, viaturas adaptadas em motocicletas, de fácil deslocamento.

Quando o socorro em terra chegou até a casa da vítima, de imediato, foram feitas manobras de ressuscitação. Por conta da gravidade da situação, o helicóptero do Corpo de Bombeiros foi acionado. Contudo, antes mesmo da queda, os socorristas já haviam atestado o óbito.

Publicidade

A queda

A aeronave caiu sobre um automóvel estacionado nas proximidades. Não havia ninguém no interior do veículo. O helicóptero perdeu estabilidade quando uma das hélices atingiu o telhado de uma faculdade desativada.

Publicidade

A tripulação da aeronave era composta por cinco pessoas. Nenhuma teve ferimentos graves. Após avaliação no hospital, foram liberadas. Tratam-se do tenente-coronel Moisés Alves Barcelos (piloto), o major Vinicius Santos Silva, o 2° Sargento Agni de Souza Lacerda, o médico André Japiaçú e a enfermeira do Samu, Vanessa Rocha.

Publicidade

Em nota oficial, o CBMDF garantiu que a aeronave estava com todas as revisões em dia. É uma aeronave de 12 anos de uso, o que importa para a aviação, é que a manutenção esteja em dia. “Você pode ter um avião da Segunda Guerra Mundial que ele pode estar perfeito. O que importa são as revisões”, exemplificou um piloto.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com