in

Coronavírus: cães conseguem farejar pessoas infectadas pela Covid-19, diz estudo

Estudo sobre o coronavírus descobriu que os cães são capazes de detectar pessoas infectadas pela Covid-19.

Marcelo Hernandez/Getty Images

Com a pandemia do coronavírus, pesquisadores pelo mundo têm buscado encontrar qualquer evidência que possa ajudar a diminuir a disseminação da Covid-19, especialmente porque a vacina contra o vírus ainda está em desenvolvimento em diversos países. Recentemente, cientistas alemães avançaram em uma de suas pesquisas, e as considerações finais foram inusitadas.

Publicidade

De acordo com o estudo, realizado pela Universidade de Medicina Veterinária de Hannover, cães com pouco tempo de treinamento podem detectar pessoas infectadas pela doença. Para chegar a essa conclusão, os investigadores analisaram oito cachorros das Forças Armadas da Alemanha, que tiveram apenas uma semana de prática. Os animais farejaram mais de mil pessoas, e a taxa de sucesso foi animadora, com 94% de acerto.

Achamos que isso funciona porque os processos metabólicos no corpo de um paciente doente são completamente alterados. Além disso, acreditamos que os cães são capazes de detectar um cheiro específico“, declarou a professora Maren von Koeckritz-Blickwede, uma das responsáveis pelo projeto.

Publicidade

Em tempos de pandemia do coronavírus, por que é importante que os cães identifiquem pessoas infectadas pela Covid-19?

Segundo o site Bloomberg, o objetivo do estudo é fazer com que esses animais consigam diferenciar amostras de Covid de outras doenças respiratórias, como gripes. Caso a pesquisa avance, é possível que a eficácia dos exames de coronavírus aumentem ainda mais. Além disso, os cães poderão farejar infectados em aeroportos e eventos esportivos, locais que costumam contar com aglomerações.

Publicidade

No Brasil, mais de dois milhões de pessoas já foram confirmadas com a doença. Até a tarde deste domingo (26), quase 87 mil mortes foram contabilizadas em território nacional.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade