in

Japonês da federal foi condenado por crime na fronteira do país

Após anos de serviço à Polícia Federal, o agente se aposentou e praticou o crime de contrabando na fronteira.

Rondonópolis

Conhecido por ter participado da prisão de diversos criminosos pela Polícia Federal, Newton Ishii, o ‘japonês da federal‘ foi condenado e vai perder seu cargo na polícia além de pagar multa para o ministério público.

Publicidade

Depois de anos de trabalho duro, o agente teve sua carreira manchada pelo crime de contrabando

O ex-agente policial ficou conhecido por estar em fotos e vídeos ao lado de muitos criminosos que foram investigados e presos na Operação Lava-Jato, que foi a responsável pela prisão de muitos políticos envolvidos em corrupção.

Ironicamente, o ex-policial foi acusado de facilitar o contrabando na fronteira do Brasil com o Paraguai. Ao que parece, ele provavelmente era pago pelos contrabandistas para permitir que produtos sem nota fiscal e de origem duvidosa entrassem no país. Isso é um crime grave, levando em consideração que ele utilizou-se do conhecimento policial a ele concedido para permitir essa travessia.

Publicidade

A pena prevê a perda da aposentadoria e o pagamento de multa 

O ex-agente deixou a polícia em 2018. Ele se aposentou, mas apesar disso, seu cargo na polícia poderá ser cassado e provavelmente sua aposentadoria será cortada. Além disso, a pena recebida no fórum de Foz do Iguaçu ainda prevê o pagamento de uma multa no valor de 200 mil reais ao Estado.

Publicidade

A decisão foi tomada pelo Juiz Sérgio Luis Ruivo Marques, atuante na 1° Vara de Justiça em Foz do Iguaçu, que disse ser extremamente grave a conduta do ex-policial federal.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.