in

Covid-19: as oito atividades com maior risco de infecção pelo coronavírus

Especialistas americanos listam o mais arriscado nesse tempo de pandemia, mas também o que tem pouco risco.

Covid-19 - Shutterstock

O coronavírus continua preocupando a todos. Infelizmente, ainda não se sabe muito sobre essa temível doença, que já causou quase 600 mil vítimas fatais por todo o mundo. Aos poucos, os investigadores, médicos, cientistas e demais especialistas vão descobrindo um pouco mais sobre o vírus, ajudando nas recomendações a tomar para evitar esse contágio. Agora, de acordo com Médicos da Texas Medical Association (TMA), existem oito atividades potencialmente perigosas durante essa pandemia.

Publicidade

As atividades mais perigosas com o coronavírus 

Nos últimos tempos, a Organização Mundial de Saúde vem garantindo a todos os conselhos mais básicos. Usar máscara, manter o distanciamento social, manter o confinamento sempre que possível e desinfetar sempre bem as mãos são as principais dicas para que as pessoas não peguem esse vírus.  

Porém, de acordo com essa nova publicação, tem oito comportamentos que deveriam ser evitados. Essas seriam as atividades que deixam as pessoas mais em risco de ficarem infetadas com Covid-19. “Esse ranking foi elaborado por clínicos da TMA COVID-19 Task Force e do Comité de Doenças Infeciosas da TMA. Avaliando o risco, os investigadores assumiram que as pessoas estariam tomando todos os cuidados necessários e seguindo os protocolos de segurança impostos, desde o uso de máscara, lavagem ou desinfeção regular das mãos e manutenção do distanciamento social”, revelaram os médicos.  

Publicidade

Oito atividades com maior risco de infecção pela Covid-19 

Ainda assim, todas essas medidas não seriam o suficiente para manter segurança em algumas atividades, que eles consideram de alto risco, quanto ao coronavírus.  

Publicidade

Então, ir no restaurante, especialmente com serviço buffet, praticar exercício físico em uma academia, ir no parque de diversões, no cinema, show ou festival, estádio de futebol, igreja e bares são as atividades mais perigosas, em que as pessoas correm o maior risco de infeção. Ou seja, continua dentro de essa perspetiva em que os espaços fechados são os mais perigosos e onde fica mais fácil para o vírus se espalhar.  

Publicidade

Pelo contrário, atividades como jogar ténis, caminhar ou correr, e várias outras atividades praticadas ao ar livre são consideradas mais seguras. Também ir no supermercado, de máscara e com todos os cuidados, é considerado seguro. 

Publicidade
Publicidade