in

Caso Miguel: MP reage e pena de Sarí Corte Real pode ser agravada

Ministério Público de Pernambuco denuncia Sari por abandono do menino Miguel, de 5 anos.

JC / Montagem

O Ministério Público de Pernambuco decidiu denunciar à justiça Sari Corte Real por abandono de incapaz. A decisão foi manifestada na manhã desta terça-feira, 14 de julho, pelo órgão que analisou o caso da morte do menino Miguel, de apenas cinco anos de idade. O menino acabou caindo do nono andar de um prédio na grande Recife, no estado de Pernambuco. 

Publicidade

De acordo com informações do Ministério Público, a pena de Sarí Corte Real pode ser agravada porque o abandono envolve uma criança e ocorreu em um momento de calamidade pública. Sarí olhava o filho de sua então empregada, Mirtes, quando a doméstica passeava com os cachorros da patroa. 

Ao voltar para o apartamento da patroa, Mirtes encontrou o corpo do filho jogado no chão. Ela teve a ajuda da patroa para levar o menino para um hospital da região, mas Miguel acabou não resistindo. 

Publicidade

Delegacia e Ministério Público denunciam Sarí por abandono de incapaz

A decisão do Ministério Público ocorre após até a mãe e familiares do menino fazerem um protesto em frente à sede do órgão no Recife. A mãe de Miguel, Mirtes, chegou a dizer que esperava que a justiça seja dura com Sarí Corte Real. 

Publicidade

A ação do MP ocorre após uma mudança no curso da investigação da Polícia Civil. A entidade chegou a pensar na finalização do inquérito como homicídio culposo, quando não existe a intenção de matar. No entanto, ao analisar o caso e após a repercussão nacional dos fatos, o encaminhamento foi de abandono de incapaz, cuja pena, em caso de condenação, é maior. Sarí disse em entrevista que não tem medo de ser presa.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.