in

Com sede de justiça, mãe de Miguel comove em nova entrevista e desabafa: ‘Tenho fé’

Em entrevista à TV Jornal, a Mãe de Miguel, Mirtes Souza, afirmou que a única coisa que deseja é justiça no caso,

TV Jornal

Um dos casos que mais repercutiram em todo o país é a morte do menino Miguel. O garoto estava com a patroa da mãe, quando um acidente ocorreu no prédio onde Sari Corte Real mora. A mãe de Miguel, empregada de Sari, passeava com os cães da família da primeira-dama de Tamandaré, quando o menino despencou do nono andar do prédio. 

Publicidade

Nesta segunda-feira, 13 de julho, a mãe de Miguel, Mirtes, deu uma entrevista à afiliada do SBT em Recife, a TV Jornal, falando sobre o acontecimento. O Ministério Público do estado de Pernambuco ainda não se pronunciou sobre o inquérito policial do caso. Mirtes pediu que a entidade acate a denúncia feita pelo órgão.

Caso Miguel: mãe pede que Ministério Público acate inquérito da polícia civil

A polícia civil indiciou Sari Corte Real por abandono de incapaz, após ter chegado a dizer que o caso seria investigado como homicídio doloso, quando não há a intenção de matar. A opção abandono de incapaz, no entanto, tem uma pena maior que a do crime anterior. 

Publicidade

Mirtes quer justiça e, por isso, acredita que a pena maior seria mais significativa. “Eu tenho fé em Deus de que o ministério vai acatar a denúncia. Peço que o promotor dê um pouco mais de atenção ao caso do meu filho”, contou a mãe da criança ao falar sobre tudo o que aconteceu. 

Publicidade

A entrevista da mãe de Miguel ocorreu na frente do prédio do Ministério Público, onde Mirtes e alguns familiares realizaram um protesto pela morte do menino. Por conta da pandemia de coronavírus, os organizadores da manifestação utilizaram máscara de proteção e também solicitaram o uso de álcool em gel. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.