in

Luto: filha de Nelson Mandela morre aos 59 anos na África do Sul e causa forte comoção

Herdeira de Mandela atuava como embaixadora da África do Sul na Dinamarca.

Foto: McCarten/ Reuters - G1

A filha do ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, morreu nesta segunda-feira. Zindzi Mandela tinha 59 anos e atuava como embaixadora do país na Dinamarca. O anúncio foi realizado pelo porta-voz do partido governista do país nesta manhã.

Publicidade

Filha do herói nacional e da ativista anti-apartheid Winnie Madikizela-Mandela, Zindzi apareceu pela primeira vez mundialmente quando leu uma carta de Nelson Mandela na qual ele rejeitava uma oferta de liberdade, proposta na ocasião pelo presidente da África do Sul na época, P.W. Botha, no ano de 1985.

A causa da morte de Zindzi não foi informada, ela estava um hospital na cidade de Johanesburgo. Segundo porta-voz Pule Mabe, mais detalhes sobre sepultamento e motivo do falecimento serão divulgados à imprensa.

Publicidade


“É uma morte prematura. Ela ainda tinha um papel a desempenhar na transformação da nossa sociedade e um papel ainda maior a desempenhar no Congresso Nacional Africano”
, disse o porta-voz do CNA, Pule Mabe. 

Publicidade

Até o fechamento desta matéria, a Fundação Nelson Mandela não havia se pronunciado sobre o assunto. Zindzi era a filha mais jovem de Mandela, e no tempo em que os pais ficaram presos ficou sob os cuidados de Zenani, sua irmã mais velha.

Publicidade

Repercussão

Nas redes sociais, inúmeros internautas lamentaram o falecimento precoce Zindzi. O presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, também se pronunciou sobre a perda, e exaltou o espírito de luta da filha de Mandela contra a desumanidade imposto por Apartheid e busca por liberdade plena.

Símbolo nacional do continental africano como um todo, Nelson Mandela faleceu no dia 5 de dezembro de 2013, aos 95 anos de idade.

Publicidade
Publicidade