in

Coronavírus: estudo expõe informação importante sobre a doença

As novas descobertas a respeito de sintomas da doença causam mais aflição.

G1

Desde que chegou ao Brasil, a pandemia do novo coronavírus tem sido um dos assuntos mais preocupantes do país. A Covid-19, que é provocada pelo vírus, já atingiu um número exorbitante de contaminações, sendo mais de 1 milhão somente em território brasileiro.

Publicidade

Além de infectar diversos indivíduos, o coronavírus também causou a morte de milhares deles, incluindo crianças, jovens e adultos. Até o momento, os especialistas ainda não conseguiram decifrar todos os sintomas da Covid-19, que tem se espalhado rapidamente por todo o globo.

Inicialmente, os sinais do coronavírus eram baseados nos sintomas da gripe, como febre. Agora, a cada momento novas informações a respeito da doença têm sido trazidas a público através de estudos realizados no mundo todo.

Publicidade

Estudos realizados recentemente afirmam que mesmo em casos curados ou assintomáticos da doença, sequelas como dificuldade respiratória, confusão mental e depressão podem persistir, o que é uma novidade para muitos.

Publicidade

Segundo um estudo feito na Itália com mais de 140 pacientes e publicado na revista médica Jama Network, apesar de o mundo registrar cerca de 5 milhões de recuperados da doença, o número não tem refletido totalmente a realidade. Isso porque, de acordo com a pesquisa, 87% daqueles que são considerados curados nos registros, apresentam pelo menos um dos sintomas 60 dias depois.

Publicidade

Além dos sintomas considerados clássicos do novo coronavírus, alguns pacientes tem relatado diversos outros. Um deles foi o psiquiatra Jenny Judge, que afirmou ter sentido palpitações no coração, erupções na pele, alucinações auditivas lesões e coceira.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.