in

Estudo faz projeção preocupante sobre números da pandemia no Brasil para próxima semana

País registrou mais de 40 mil novos casos de infectados nesta sexta-feira (10), segundo balanço do Ministério da Saúde.

Notícias ao Minuto

Tido como um dos principais epicentros de novos casos da pandemia do novo coronavírus, o Brasil segue registrando números elevados da doença diariamente. Em um estudo solicitado pela BBC News, o Laboratório de Inteligência em Saúde (LIS) da Universidade de Medicina de Ribeirão Preto, apontou que o país sul-americano atingirá a marca de 2 milhões de casos confirmados da Covid-19 já na próxima semana.

Publicidade

Segundo o levantamento, a marca expressiva deve ser atingida entre a próxima terça-feira (14) e quarta-feira (15), uma semana após o presidente Jair Bolsonaro ter anunciado que testou positivo para a doença. 

O índice de novos casos registrados no último mês preocupa. Isto porque, o Brasil deve atingir a marca expressiva em apenas 25 dias depois de ter registrado 1 milhão de casos. O primeiro milhão de casos só foi computado após 114 dias de luta contra a Covid-19, ou seja, o nível de crescimento representa um aumento de cinco vezes.

Publicidade

O primeiro registro oficial de casos do coronavírus no país aconteceu em fevereiro.

Publicidade

Números atualizados

De acordo com o balanço divulgado pelo Ministério da Saúde no início desta noite, o Brasil atingiu a marca de 70 mil mortes em decorrência da pandemia do coronavírus.

Publicidade

Nas últimas 24 horas foram registrados 1.214 novos óbitos, levando a soma chega ao índice de 70.398 mortes. Esta sexta-feira (10) foi o quarto dia consecutivo que o país soma mais de 1,2 vítimas fatais.

Com a atualização dos números, o índice de pessoas infectadas já ultrapassa a barreira de 1,8 milhão, fato que corrobora com a previsão fixada pela universidade paulista.

Os estados de São Paulo, Ceará e Rio de Janeiro aparecem entre as regiões mais afetadas do país. 

Publicidade
Publicidade