in

Sari Corte Real fala sobre julgamento e lamenta destino: ‘Eu, hoje, estou numa prisão’

Ex-patroa da mãe de Miguel desabafou após morte do menino, que repercutiu na mídia.

Rede Globo

Sari Corte Real ficou em evidência na mídia após o Caso Miguel ganhar repercussão na imprensa e nas redes sociais. A ex-patroa de Mirtes, que esteve com o menino em seus últimos momentos de vida, foi acusada por muitos de ter apertado o botão do elevador que acabou levando a criança para morte.

Publicidade

No centro da opinião pública, Sari falou sobre o julgamento de populares e lamentou seu destino após a morte de Miguel, que caiu do nono andar de um prédio em Recife, Pernambuco. Novos trechos de uma entrevista da primeira-dama de Tamandaré concedida ao Fantástico, da Rede Globo, foram divulgados, e neles a ex-patroa de Mirtes fala da prisão que vive dentro de sua residência.

“Hoje eu não posso sair na rua, tenho medo de ser linchada. Não posso correr, não posso fazer nada. Eu, hoje, estou numa prisão dentro da minha casa”, lamentou Sari, temendo represálias de populares, caso opte por sair de sua residência para tarefas curriqueiras do dia a dia.

Publicidade

Sari, que foi bastante julgada pela opinião pública, foi questionada por Mirtes sobre o que faria se fosse um de seus filhos no lugar de Miguel. A primeira-dama afirmou categoricamente que perdoaria sua ex-funcionária, se fosse ela quem tivesse perdido um filho.

Publicidade

“Acho que todo mundo tem o direito do perdão. Apesar de todas as coisas que foram faladas, eu respeito a dor delas [Mirtes e Marta]. Não sinto ódio, não sinto raiva, não sinto nada por elas. Eu continuo tendo o mesmo carinho pelas duas”, desabafou Sari Corte Real.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade