in

Casal que ofendeu fiscal no Rio diz que se arrepende, mas de sair de casa: ‘A nossa vida acabou’

Nívea e o marido dizem que diálogo com fiscal foi tirado de contexto e que temem as muitas ameaças.

G1

Nivea e Leonardo ficaram conhecidos no último domingo (05), quando apareceram no Fantástico destratando um fiscal da Prefeitura do Rio de Janeiro. “Cidadão não, engenheiro civil formado, melhor que você”, disse Nívea, ao se referir ao marido. A atitude do casal parecia tentar enfrentar o fiscal, que tentava barrar uma aglomeração, por conta do risco de contágio de coronavírus.

Publicidade

O flagrante aconteceu próximo a um bar do Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Desde que imagens do casal foram divulgadas na imprensa, os dois estariam sendo alvo de hostilização nas redes sociais. Além disso, Nívea acabou sendo demitida. Leonardo, o engenheiro formado, vivia do dinheiro do auxílio emergencial, conforme outros milhões de brasileiros durante esses tempos difíceis.

O casal reapareceu nesta quinta-feira, 9 de julho, em entrevista ao G1. Eles afirmam que a fala foi retirada do contexto. Nivea, no entanto, diz que não se arrepende do que disse ao fiscal, mas sim de ter saído de casa.

Publicidade

“Não é arrependimento. Hoje posso reconhecer minha alteração de voz e meu tom foi mal interpretado. Se a gente se arrepende de alguma coisa é de ter saído de casa”, disse Nívea, na conversa, argumentando que tem recebido muitas ameaças por telefone. Para ela, a reação dos brasileiros às cenas mostradas pelo Fantástico foram desproporcionais ao acontecimento. 

Publicidade

“Ele [o fiscal] respondia: ‘Cidadão, vai lá na prefeitura para ver o procedimento’. Aquilo dava a entender que ele não tinha obrigação de responder. Então, esse ‘cidadão’ se tornou algo pejorativo, não era um substantivo”, disse Nívea, tentando explicar o contexto que ela disse ter sido o correto e o porquê rejeitou a expressão do funcionário.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.