in

Ísis Helena: mãe diz que foi torturada para assumir assassinato, após laudo comprovar que corpo não é da bebê

https://recordtv.r7.com/cidade-alerta/videos/caso-isis-helena-laudo-de-perito-aponta-que-corpo-encontrado-nao-era-da-bebe-08072020

R7 / Montagem Fernando Borges

Jennifer, mãe da bebê Ísis Helena, disse que não matou a própria filha. A mudança no depoimento ocorre após a divulgação de um laudo, que comprova que o corpo encontrado pela polícia, que chegou a dizer que o cadáver era mesmo o da menina, não era da criança. Uma perícia contratada pela defesa de Jennifer confirmou que os ossos achados não eram da bebê, mas sim de outra criança. 

Publicidade

Mãe de Ísis Helena diz que foi torturada para assumir assassinato da própria filha

O caso foi contado pelo programa Cidade Alerta, da Record TV. O programa diz que teve acesso a um documento até então secreto, que comprova que o corpo achado não era o de Ísis Helena. Com isso, a menina, na verdade, pode até estar viva. 

Jennifer contou aos seus advogados que teria sido torturada pela polícia para confessar que matou Ísis Helena. No depoimento oficial que foi fundamental para prender Jennifer, ela diz que teria dado uma dose de um remédio a mais para a filha, que teria passado mal e isso teria feito a menina morrer. 

Publicidade

Depois disso, com medo de que o corpo da criança fosse encontrado, ela teria jogado o corpo de Ísis Helena em um rio. Logo após o cadáver ser localizado, a polícia efetuou a prisão da mãe da criança. 

Publicidade

A família de Ísis Helena chegou a fazer o enterro da garota. Na época, o pai da menina e outros parentes chegaram a aparecerem chorando em entrevistas para telejornais. Mesmo antes de sair o laudo sobre o corpo encontrado, Jennifer já tinha denunciado uma suposta tortura da polícia e que os agentes é quem teria falado para ela dizer que o cadáver estava no rio.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.