in

Morte de jovem, aos 22, após suposta reinfecção por coronavírus no Brasil é investigada: ‘sintomas ficaram piores’

Um jovem e alguns outros pacientes apresentaram novos sintomas meses após a cura.

Uol

A pandemia de coronavírus têm matado milhares de pessoas em todo o mundo. Algumas pessoas foram contaminadas e já conseguiram se curar do vírus, mais um caso possível de reinfecção pelo coronavírus assustou as pessoas em Belo Horizonte.

Publicidade

Jovem morre após contrair coronavírus pela segunda vez

Um jovem de 22 anos, que era enfermeiro e trabalhava na linha de frente contra o coronavírus ficou doente em abril deste ano, na época, seu teste deu positivo e ele passou por todos os procedimentos de quarentena, fez o tratamento que era cabível e se manteve em casa durante o tempo determinado pelos médicos. 

Após esse período, o rapaz realizou um novo exame, que aconteceu em maio deste ano, na ocasião, o resultado do exame foi negativo e diante disso, ele voltou ao trabalho normalmente. Quando estava doente em abril, os sintomas da Covid-19 eram leves, e ele ficou em casa sem nenhuma dificuldade, mas em junho o rapaz precisou buscar atendimento médico após apresentar sintomas graves da doença. 

Publicidade

Autoridades responsáveis investigam o caso

Um novo teste foi feito e deu positivo novamente para doença. Ou seja, em teoria o jovem rapaz pegou coronavírus duas vezes seguidas com intervalo de 1 mês. Na primeira vez, os sintomas foram leves e tratáveis em casa, mas a segunda infecção veio com sintoma extremamente graves, que levaram um homem de 22 anos a óbito no início de julho. 

Publicidade

A responsável pela unidade de Saúde onde um rapaz faleceu disse que isso não é comum e responsabilizou problema genético que foi identificado na mãe do jovem meses atrás, a mãe dele tem uma predisposição muito grande a contrair infecções, pois sua imunidade é extremamente baixa.

Publicidade

Apesar desses dados, a responsável disse que o caso está sendo investigado minuciosamente pelas autoridades e os familiares do jovem passaram por testes para saber se alguém havia contraído o vírus, mas os resultados foram todos negativos.

Esse não é o único caso de reinfecção, no estado do Ceará, alguns pacientes que teoricamente estavam curados da doença, começaram a desenvolver os sintomas mais uma vez após dois meses da cura. Esses casos deixam a população preocupada, pois os sintomas voltam mais fortes. 

Publicidade
Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.