in

Tremor de terra registrado em municípios do Ceará na última terça (07) não foi o primeiro em 2020

Abalos sísmicos foram registrados na noite de ontem em municípios da Grande Fortaleza.

Foto: LabSis/ Divulgação

Os moradores dos municípios de Chorozinho e Cascavel, região da Grande Fortaleza, sofreram um susto na noite da última terça-feira (07). De acordo com o Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), um tremo de terra com magnitude de 2.5 na escala Richter foi registrado em ambas as cidades.

Publicidade

O tremor pode ser sentido por volta das 20h22. Segundo o LabSis, Defesa Civil já foi notificada do tremor e atividade sísmica continua sendo acompanhada de perto para ser identificada qualquer tipo de nova reação. Até o momento, não há informações de que o fenômeno sísmico deixou pessoas feridas, ou causou danos estruturais em construções e residências.

Segundo moradores, o tremor de terra foi sentido nos municípios de Chorozinho, Pacajus, e nas localidades de Pitombeiras, Cedro e Timbaúba do Marinheiro, em Cascavel. Em entrevista rápida ao G1, um morador da cidade de Pacajus relatou ter sentido o fenômeno.

Publicidade


“As telhas tremeram, durou apenas alguns segundos”
, relembrou Tiago Nepomuceno. 

Publicidade

Reincidente

Esta não foi a primeira vez neste ano que moradores do Ceará são surpreendidos com tremores de terra. No dia 29 de junho, outros dois abalos sísmicos foram registrados, um deles em Santana de Acaraú – magnitude 1.7 e 1.4 na Escala Richter – e outro na região de Groaíras – que computou 1.8 na Escala Richter.

Publicidade

Há quase quatro décadas, o município de Pacajus foi alvo do maior tremor de terra nas regiões Norte e Nordeste. Naquela oportunidade, o abalo sísmico chegou a impressionante marca de 5.2 na Escala Richter, quase 500 residências foram atingidas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade