in

Novo ciclone atinge o sul do Brasil, e bombeiros encontram vítimas em situações delicadas

Um novo ciclone atingiu a região de Santa Catarina e alguns trabalhadores ficaram ilhados.

Fotomontagem: Bruno Avila / Divulgação / Bombeiros de Santa Catarina

Conforme meteorologistas já haviam avisado, um novo ciclone atingiu o Brasil. No sul do estado de Santa Catarina, na manhã desta terça-feira, 7 de julho, a população local foi surpreendida com a chegada do segundo ciclone em um curto período de tempo.

Publicidade

Quatro trabalhadores se tornaram vítimas do ciclone extratropical ao serem surpreendidos com a cheia do rio Amola Faca. O objetivo dos rapazes era atravessar o rio para buscar uma retroescavadeira.

No meio do caminho, os trabalhadores ficaram ilhados, pois não esperavam o aumento do volume da água do rio. O temporal causou isso e as vítimas ficaram em um pequeno pedaço de terra. Com um tempo chuvoso, ventos fortes e nuvens em um nível abaixo do normal, o piloto da aeronave dos bombeiros teve seu trabalho dificultado para executar o resgate das vítimas.

Publicidade

Um helicóptero foi utilizado para que as vítimas fossem salvas. Com isso, os bombeiros traçaram uma estratégia. Primeiramente, dois rapazes subiram na aeronave e um tripulante desceu, para ficar com os outros dois, e posteriormente a aeronave retornou ao local para finalizar o resgate.

Publicidade

Tudo terminou bem. Nenhum dos trabalhadores ficaram feridos. No entanto, ainda não há mais informações sobre possíveis vítimas do novo ciclone que chegou em Santa Catarina nesta terça-feira.

Publicidade

Vale ressaltar que muitas famílias ainda se recuperam do ciclone bomba, que atingiu a cidade há exatamente uma semana. Muitas casas ficaram sem seus telhados e estão sem energia elétrica. Pedidos de doações estão sendo feitos para ajudar as famílias afetadas.

Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com