in

Após testar positivo para Covid-19, Bolsonaro retira a máscara, e infectologista aponta risco de transmissão

O presidente Jair Bolsonaro testou positivo para o novo coronavírus e fez o anúncio nesta terça-feira.

Noticiasaominuto

O presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, está com Covid-19. O presidente tem 65 anos de idade e faz parte do grupo de risco para a doença. Ele começou a sentir os sintomas do novo coronavírus no final de semana e chegou a ter um quadro de febre de 38 graus. Porém, segundo o próprio governante do país, está se sentindo perfeitamente bem.

Publicidade

“Estou perfeitamente bem”, afirmou Bolsonaro nesta terça-feira, 7 de julho, após testar positivo para Covid-19, inclusive, foi o próprio presidente que anunciou que foi infectado com o vírus. Contudo, numa tentativa de provar que realmente está se sentindo bem, ele tomou uma atitude considerada errada pelos especialistas de saúde.

Depois de ter feito as declarações aos repórteres, o presidente Bolsonaro retirou a máscara do rosto e se afastou. “Para vocês verem a minha cara. Estou bem, tranquilo, graças a Deus. Obrigado a todos os que oraram por mim”, disse o presidente brasileiro.

Publicidade

O Diretor-Geral da Organização Mundial da Saúde (OMG), Tedros Ghebrevesus, falou sobre o estado de saúde de Bolsonaro durante uma coletiva de imprensa em Genebra, na sede da Organização. Ele desejou que o governante brasileiro possa restabelecer a saúde o mais breve possível para poder apoiar o país.

Publicidade

Jair Bolsonaro fez um novo teste para coronavírus porque apresentou um quadro de febre. Ele foi atendido no Hospital das Forças Armadas, em Brasília. Na unidade, o presidente foi submetido ao teste da doença e um exame para verificar a situação do pulmão.

Publicidade

Infelizmente, a situação do país não é boa, o número de infectados continua subindo vertiginosamente e em algumas situações as UTI’s já estão com a capacidade chegando no limite. O número de vidas brasileiras perdidas já ultrapassou 65 mil e a quantidade de infectados com o vírus são mais de 1,62 milhões.

Médico faz alerta

O infectologista Jean Gorinchteyn afirma que a máscara é primordial para conter a disseminação do vírus, principalmente pelo fato do presidente estar apresentando os sintomas da doença. Segundo o profissional, todos que tiveram contato com o presidente precisam ser testados e isolados de forma imediata.

Publicidade
Publicidade