in

Motorista de ambulância é chamado para atendimento e não podia imaginar quem era a vítima

Solano foi chamado para fazer transferência de adolescente e descobriu que era sua sobrinha.

Arquivo pessoal Terluize / Dez Emergência

Motorista de ambulância, Solano Toson, de 45 anos, trabalha de forma terceirizada para a Prefeitura de Lagoa Vermelha, no Rio Grande do Sul. Na noite de sábado (4), ele foi chamado para fazer a transferência de um paciente do Hospital São Paulo, da cidade, para o Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo.

Publicidade

Quando ele chegou ao hospital para prestar o atendimento, descobriu que a paciente em questão era a sua sobrinha, Terluize Toson Farias Teixeira, de apenas 12 anos, que havia se acidentado na explosão que ocorreu enquanto ela, os pais e o irmão estavam à beira da lareira artesanal da casa.

“Sabia que era um caso grave, urgente, mas não sabia que era ela. Por acaso, enquanto eu aguardava, ouvi uma senhora falando do assunto em frente ao hospital. Quando descobri, entrei correndo para o setor de emergência”, contou. Segundo ele, a sobrinha estava consciente e era medicada para a dor.

Publicidade

Solano disse que quando se aproximou da sobrinha, ela estava com garganta um pouco trancada, mas mesmo assim gritava de dor e sentia muito frio. “Não me deixe morrer, tio”, pediu ela. Terluize foi levada para Passo Fundo. A adolescente sofreu paradas cardiorrespiratórias ao ser transferida, também na madrugada de domingo, e uma terceira na madrugada de segunda. Ela não resistiu.

Publicidade

Adolescente de 12 anos morreu em explosão de lareira

Os bombeiros que prestaram os primeiros socorros informaram que pelo menos 70% do corpo da adolescente foi queimado. Os pais de Terluize, Marcelo Farias Teixeira, de 38 anos, e Simone dos Santos Toson, de 33, e o irmão Rauan, de apenas seis anos, também ficaram feridos no acidente. Os detalhes não foram revelados.

Publicidade

Solano conversou com a irmã e o cunhado e informou que não foi a lareira que explodiu. Tudo aconteceu quando o pai tentou abastecer a lareira com álcool. Ele imaginou que o fogo estivesse apagado, mas, provavelmente, ainda havia algo resquício de fogo que causou a explosão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!