in

Caso Priscila: vaza depoimento de Paulo Bilynskyj e delegado pegou na arma que matou modelo

Paulo contou que, na noite anterior ao crime a modelo Priscila Delgado, estava muito transtornada e que ele estava com medo.

R7 / Montagem

Nesta sexta-feira, 3 de julho, o Jornal da Record divulgou com exclusividade o depoimento do delgado Paulo Bilynskyj à polícia. Ao todo, são 29 páginas em que o policial responde à perguntas da própria polícia. o objetivo é entender como sua então noiva, Priscila, supostamente teria atirado no agente da lei e, principalmente, como ela morreu. 

Publicidade

Paulo Bilynskyj diz que descarregou arma após Priscila atirar nele

No depoimento, o delegado reforçou a posição de que foi a sua noiva quem atirou nele, após Paulo Bilynskyj deixar o banho. Ela teria atirado diversas vezes no policial e, na sequência, dado um tiro contra si mesma. O agente, no entanto, disse que descarregou a arma da companheira, logo após os tiros, causando uma novidade no caso e uma surpresa. 

Uma das coisas consideradas estranhas no caso é que Priscila, caso realmente tenha se matado, deu um tiro no próprio peito e não na cabeça, como costuma ser a postura de pessoas que tiram a própria vida. Paulo Bilynskyj explicou que descarregou a arma que estava na mão da modelo, pois tinha medo de que ela acordasse. 

Publicidade

Paulo Bilynskyj conseguiu ainda sair do local e buscar ajuda. Ele passou alguns dias internado, mas acabou se recuperando e hoje faz fisioterapia. O agente da lei disse ainda, no depoimento, que um dia antes de Priscila efetuar os disparos, ela já estava com uma postura mais ciumenta. 

Publicidade

A noiva de Paulo Bilynskyj teria perdido a cabeça, após olhar o celular do delegado, enquanto ele estava no banho. A família de Priscila não acredita que a modelo tenha tirado a própria vida.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.